Filme da Semana: Sherlock Holmes (2009)

Um dos personagens mais importantes da literatura britânica, foi criado por Sir Arthur Conan Doyle e apareceu pela primeira vez ao público no romance Um estudo em Vermelho em 1887, Elementar, meu caro Watson. O Filme da Semana desta sexta arrumou as malas e pousou em Londres do século XIX e XX junto ao investigador mais famoso do mundo, Sherlock Holmes !

Ele inevitavelmente dispensa apresentações, vem sendo um fenômeno literário mundial, já se passaram mais de 120 anos e mesmo assim continua agradando todo público dentro e fora dos Livros. O Filme Sherlock Holmes, dirigido por Guy Ritchie (Rock’n’Rolla — A Grande Roubada, Snatch – Porcos e Diamantes) foi um projeto um pouco tanto trabalhoso, a reconstituição perfeita nos mínimos detalhes de Londres da época, o vestuário masculino da época, lenços volumosos no pescoço, penteados simples e Calças de casimira e Alfaitaria tipo inglesa (xadrezes e casacas). Tudo isso não podemos negar que deve ter dado um trabalhão lá pra equipe de figurino e animação mas, o que deve ter dado mais trabalho foi a incorporção de Robert Downey Jr. como Sherlock, o próprio teve de ler quase todas as estórias e ainda teve de assistir a uma série clássica da TV Americana dos anos 80, The Adventures of Sherlock Holmes. Estamos apenas começando, eu você leitor, ainda tenho muito á te contar, essa será uma aventura dentro de outra aventura então, prepare-se, você irá descobrir um Mundo onde nunca pensou que existisse.

Sherlock Holmes de Guy Ritchie foi um sucesso nas bilheterias, lucrando cerca de 524.028.679 Milhões de dólares. O filme tem como o protagonista principal Robert Downey Jr. como já disse, no papel de Sherlock Holmes – Um detetive diferente de tudo que você já viu, seu método científico e a lógica dedutiva (como podemos observar nos primeiros minutos do filme) agradam nem um pouco mas, quando o perigo e o medo prevalesce, todos clamam sua Ajuda. O filme se passa no ano de 1891, Sherlock e seu “assistente” Dr. Watson (Sherlock muite bem pensava assim, assistente, mas, Watson já o salvou inúmeras vezes) estão na sua rotina resolvendo casos mas tudo irá de mudar pois Watson vai casar. Como já era de imaginar isso não agrada Sherlock que teve junto á ele seu último caso, onde ambos impediram o assassinato de uma jovem por ritual de macabro, salvando a jovem e prendendo seu já conhecido Lorde Blackwood (Mark Strong) que já tinha feito outras 4 vítimas. Blackwood foi condenado á forca mas algo de muito estranho foi avistado, ele deixa seu túmulo sendo que estava morto. O Caso que já estava resolvido teve de ser reaberto, trouxe um grande desafio para Holmes e Watson, muitas cenas de ação com uma pitada de humor compõe dessa parte até o final. Não nos esquecemos de outra personagem do filme, Irene Adler, a tal que Holmes tem uma queda, popularmente conheçemos como “uma atração desejável” mas que Sherlock descreve como “uma simples Paixonite”. Divertido, inteligente, emocionante, ou como eu diria informalmente, de tirar o fôlego e fritar os neurôneos. Super Recomendado esse filme, o livro também para quem queira se aprofundar sem Limite de minutos como no Longa.

Alguns detalhes durante a produção do filme foram aproveitados de outros filmes, estão lembrados da casa de Sirius Black em Harry Potter e a Ordem da Fênix ? Então, aquele mesmo Lugar alguns anos depois virou a casa de Sherlock. O Elenco também sofreu várias mudanças até chegar no Oficial, no personagem do próprio houveram vários nomes cogitados até confirmarem Robert Downey Jr. Falando nele, algo que ficou marcado em mim foi quando estava lendo que durante a cena de Luta Robert Maillet por engano acabou nocauteando ele. Para finalizar essa crítica tenho mais algumas coisas á dizer, um filme pode sim mudar a vida da pessoa, não importa se é longo ou curto, se tem um elenco conhecido ou desconhecido, a lição de vida que é mostrado pode nos proporcionar mudanças drásticas no nosso geito simples de viver e então eu digo, quando alguém te falar que o Cinema engana, menti e é pecado, apenas vire as costas e finja que não ouviu, o cinema mostra a realidade, não é pecado (algumas vezes pode até ser mas na maioria não) e também nos emociona, como diria Bruce Willis, “Eu me vejo mais como um pai de três meninas que como um astro de cinema”.

Efeitos Especiais: 9,8
Atuações: 10,0
Cenário e Figurino: 10,0
Nota Final: 9,9

Direção: Guy Ritchie.

Elenco: Robert Downey Jr, Jude Law, Mark Strong, Rachel McAdams, Kelly Reilly, James Fox, Eddie Marsan.

Ano de Lançamento: 2009.

Duração: 128 Minutos (2 horas e 8 min).

TRAILER: 

 

Thiago Oliveira – Crítico de Cinema / @ThiiihOliveira.

Obrigado pelo comentário! Volte sempre! =)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s