Novela da Record prepara pacotão de mudanças

Natural esperar que, a partir do instante em que a Record anunciou oficialmente a saída de Ignácio Coqueiro e a escolha de Edgard Miranda na direção-geral de “Máscaras”, se alterasse também em alguns itens a linha e ordem dos trabalhos que prevaleceram até agora.

Algumas dessas mudanças já são anunciadas ou conhecidas nos bastidores, como a imposição de outra conceituação artística, que fatalmente irá repercutir em diferentes setores de sua produção, até mesmo nos cenários e figurinos de vários personagens.

Tudo, como não poderia deixar de ser, na mais perfeita sintonia com o autor Lauro César Muniz, que por sua vez também reteve os últimos capítulos escritos, para se ajustar a esta nova situação.

São novidades que para o telespectador ainda devem demorar um pouco. A volta de Miriam Freeland, como outro exemplo, que antes estava cogitada apenas para o final, já pode ser incluída entre elas.

Efeito dominó

Juntamente com Ignácio Coqueiro, também deixaram a equipe de “Máscaras” José Carlos Pieri, diretor de cena, considerado seu braço direito, um diretor de fotografia e um produtor-executivo.

Na verdade, todas as pessoas ligadas ao Coqueiro colocaram seus cargos à disposição, e serão deslocadas para outros produtos.

Obrigado pelo comentário! Volte sempre! =)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s