As contas das TVs nunca fecham

Televisão, desde muito tempo se fala, é um brinquedo caro e toda a sua operação é bastante complexa. Mas, na verdade, funciona como qualquer comércio, que tem lá os seus produtos para vender. Produtos esses, que além de pagar o custo, precisam obrigatoriamente oferecer certa margem de lucro para fazer a empresa rodar. Simples assim.

No fundo, é conta de padaria. O problema é que, na maioria das emissoras de TV, um mais um, definitivamente, não dá dois.

Salvo raras e honrosas exceções, a prática de adiantar o faturamento, no fim de tudo, sempre acaba no comprometimento da mídia. Por mais que se tente mascarar, o caixa nunca bate.

Um exemplo é a receita do Carnaval, que acontece em fevereiro, mas sempre entra no faturamento três ou quatro meses antes.

Um belo dia, quando se resolve colocar as coisas às claras, se verifica que a conta não é bem aquela. O que atualmente assistimos por aí, com as medidas anunciadas no decorrer dos últimos dias, lamentavelmente, está longe de surpreender ou ser uma novidade na televisão brasileira. A maioria das emissoras, repito, age desta maneira.

UOL

Obrigado pelo comentário! Volte sempre! =)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s