Medo da Verdade | Segundo Capítulo

Medo da Verdade

INT. AVIÃO PARTICULAR DE ROMANO – DIA

O avião já estava em trabalho de pouso, ESTELA dormira algumas horas após ler o docier de MÁRCIO e o PILOTO teve que acordá-la.

PILOTO:
Senhora, o avião já pousou. Está na hora de sair!
ESTELA (GROGUE):
Sim, claro! Já estou saindo.

EXT. CAMPO DE AVIAÇÃO MT – DIA

ESTELA e o PILOTO desceram do avião, a mulher precisou de ajuda para fazê-lo, porém conseguira.

ESTELA:
Senhor, você sabe me informar se há algum hotel nas proximidades?
PILOTO:
Infelizmente não, também sou paulista, porém há um homem naquela cabine que pode ajudá-la.
ESTELA:
Muito obrigada, faça boa viagem de volta.

EXT. LADO OPOSTO À CABINE DO AUXILIAR DE POUCO – DIA

ESTELA caminhara até onde o PILOTO a informara, lá encontrara um homem lendo algum jornal que ela não conhecia e chamara-o atenção com um pigarreio.

ESTELA:
Boa tarde, senhor, será que poderia me dar uma informação?
AUX. DE POUSO:
Se for do meu saber, claro que posso.
ESTELA:
Eu acabei de chegar e gostaria de saber se há algum hotel nas proximidades.
AUX. DE POUSO:
Sim, mas em qual direção a senhora está indo?
ESTELA:
Para o Amazonas.
AUX. DE POUSO:
Há um hotel há uns dez minutos nessa direção, contudo ele não é dos mais indicáveis para uma dama como a senhora, todavia há um outro há quase uma hora no sentido oposto ao que estás indo.
ESTELA:
Muito obrigada, pelas informações, eu seguirei até esse hotel mais agradável.
AUX. DE POUSO:
Agora, será que eu poderia fazer-te uma pergunta?
ESTELA:
Se for de meu saber, claro que posso.
AUX. DE POUSO:
A senhora é ESTELA MAGNETO?
ESTELA:
A própria.
AUX. DE POUSO:
O senhor ROMANO deixou um carro à sua disposição.
ESTELA:
E as chaves?
AUX. DE POUSO:
Estão comigo.

O AUXILIAR pegou um chaveiro e o entregou para ESTELA.

ESTELA:
Agradecida.

Com as chaves do carro numa mão e uma pequena mala na outra, ESTELA caminhara em direção a maquinaria que lhe fora disposta.

CORTA PARA:

INT. RECEPÇÃO HOTEL VELHA EUROPA – NOITE

ESTELA chegara ao hotel no começo da noite e tentara achar um quarto vago para pernoitar.

ESTELA:
Boa noite.
RECEPCIONISTA:
Boa noite, senhora, em que posso ajudá-la?
ESTELA:
Eu gostaria de saber se há alguma suíte vaga para esta noite.
RECEPCIONISTA:
Temos sim, alguma preferencia?
ESTELA:
Não, amanhã ao amanhecer já estarei de partida.
RECEPCIONISTA:
Nome completo?

ESTELA forneceu todos os dados necessários para liberação do quarto.

INT. SUÍTE 1001 – NOITE

ESTELA chegara a suíte dividida entre um banho e uma noite de sono, mas revolvera banhar-se primeiro. Ela fora ao lavado e ligara as torneiras que aos poucos enchiam a banheira com uma água morna. Começou a despir-se e quando já se encontrava completamente nua deixou-se afogar naquelas águas mornas e rasas.

FUSÃO PARA:

EXT. CARRO DE ESTELA – DIA

ESTELA acordara cedo, tomara um café da manhã ligeiro no hotel, fechara a estadia na recepção e logo partira em direção à fronteira. Ao passo que dirgia na estrada a qual poucos carros transitavam naquele momento, ela foi arquitetando estratégias para alcançar seu objetivo. Após horas dirigindo CHEGARA a uma casa simples que se situava no meio de uma fazenda perto da fronteira entre Mato Grosso e Amazonas.

EXT. CASA DE MÁRCIO – DIA

ESTELA estacionara o carro em frente a casa e batera PALMAS para que alguém a ouvisse. Em alguns instantes um homem aparecera sem camisa e tirara o ar de ESTELA.

MÁRCIO:
Em que posso ajudá-la?
ESTELA:
Desculpe incomodá-lo assim, mas é que acho que estou perdida. Aquela estrada lá em cima é a que leva ao Pará?
MÁRCIO:
Passou foi longe, moça. Aquela leva pros lados do Acre.
ESTELA:
Aff, pior que to morrendo de fome. Não sei nem onde é que tem algum lugar pra comer aqui perto… Por acaso você sabe?
MÁRCIO:
Não, mas se quiser tomar um cafezinho aqui sinta-se à vontade, a comida é simples, mas dá pra encher a barriga.
ESTELA:
Ah, você é muito gentil.

ESTELA já ia entrando quando percebera que MÁRCIO permanecera parado defronte a porta.

MÁRCIO:
Posso saber qual é a sua graça?
ESTELA:
Chamo-me Estela Magneto, e você?
MÁRCIO:
Márcio. Márcio Rangel. Prazer em conhecê-la.
ESTELA:
O prazer é todo meu.

Eles se abraçaram e ESTELA sorriu maliciosamente às costas dele.

CORTA PARA:


Obrigado pelo comentário! Volte sempre! =)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s