CLUB DRAMATURGIA #02: A Quebra de Tabus de “De Corpo e Alma” (BLOCO A)

SOAP

Boa noite de terça-feira, querido leitor, estou aqui para comandar mais uma edição do nosso querido Club Dramaturgia e, antes de começar, gostaria de agradecer o carinho e a audiência que recebi na edição passada e dizer que vou fazer o possível para que o nosso padrão de qualidade de entretenimento só cresça, por isto, nesta edição, resolvi me entregar de corpo e alma a uma novela que marcou a dramaturgia brasileira em 1992, já sacou qual é? Não?! Pois bem, aí vai uma dica:

televisao (1)

O motivo de escolher esta novela para estudo nessa edição tem um fundamento base: foi a última novela de Daniella Perez, e com a entrevista apelativa concedida pelo assassino (que também fazia parte de cast de “De Corpo e Alma”, surgiram algumas dúvidas como o que aconteceu com a personagem Yasmin (Daniella Perez) e com o Bira (Guilherme de Pádua)? E a autora? E o resto do elenco? Bem, este assunto vai ser tratado no bloco B, no bloco A vamos falar de outras coisas que marcaram o folhetim, como a volta de Cristiana Oliveira após o estrondoso sucesso “Pantanal”.

base 1

paloma-morrendo

Se “Vale Tudo” foi o maior sucesso dos anos 80, “Pantanal” foi dos anos 90 e, assim como o autor, a protagonista do folhetim foi eternizada. Atualmente em “Salve Jorge”, Cristiana Oliveira já deu vida à vários personagens marcantes das telinhas, entre eles a Paloma Bianchi de “De Corpo e Alma”, uma personagem complexa que vê sua vida mudar ao ir atrás da sua felicidade.

Na véspera do seu casamento, Paloma encontra o grande amor de sua vida, Juca (Victor Fasano) na cachoeira que eles costumavam visitar juntos. Parece que tudo conspira para eles: o lugar, o tempo, o beijo… Paloma então decide lutar pela sua felicidade e foge com ele. Essa fuga inesperada da filha perfeita e comedida de Domingos (Stenio Garcia) provoca renegação para a design industrial e ela vai morar com Juca, que mudou muito desde que eles se desencontraram.

Porém o rompimento do matrimônio provoca um grande prejuízo para a família Bianchi, pois o pai da mocinha havia feito um empréstimo com a ex-futura sogra e o prazo já havia vencido. No ímpeto de vingança, Nágila (Nathalia Timberg) resolve tomar tudo da família e eles têm de deixar o que construíram para recomeçar a vida.

Ao descobrir a situação em que a família se encontra, Paloma sente os primeiros sintomas da sua doença (ela tem “mio cardiopatia dilatada”, ou seja, o coração começa a inchar e vai perdendo a força de bombeamento). A moça só tem agora seis meses de vida, nesse período de tempo, a única saída para sobrevivência é um transplante de coração.

daniella-e-cristiana-oliveira

É aí que o tema principal da novela se desenrola: Paloma precisa de um coração e em um mês aparece um, porém ele é incompatível com seu organismo e a luta continua. Essa luta é representada por Domingos, que está disposto a encontrar um coração para sua filha a qualquer custo.

No outro lado da trama, Diogo (Tarcísio Meira) também reencontra um grande amor e a paixão pela desinibida Betina (Bruna Lombardi) revela um lado seu que havia sido oculto pelo juiz, pois em seu ofício apenas o lado racional poderia vir à tona. E, se para Paloma a felicidade não está sendo fácil, para ele também não vai ser diferente. Com uma esposa que não aceita a ideia da separação e um filho problemático, Diogo vive a prolongar o divórcio.

No entanto ele decide jogar tudo para o alto e viajar com a amante. E na hora H ele não tem coragem para tanto e Betina se vê abandonada no aeroporto. A moça dirige estressada e acaba se envolvendo em um acidente de trânsito com Juca, que estava indo para São Paulo encontrar Paloma.

Talvez esta seja a sequência mais empolgante do folhetim: Paloma está tendo um ataque cardíaco enquanto o corpo de Betina sai do veículo ao passo que ele explode, é aí que o telespectador percebe que o coração da personagem de Bruna Lombardi tem paixão de mais para parar de bater.

Sem título

A notícia de que há um coração compatível com o de Paloma chega aos ouvidos de Domingos e logo ele vai conversar com família da moça, porém a mãe dela recusa impiedosamente (esta personagem representa o pensamento do brasileiro daquela época, que achava que tudo o que tinha deveria ir com ele para debaixo da terra), mas o pai de Paloma conversa com Caíque (José Mayer), irmão da moça e o convence que é o certo a se fazer.

O coração de Betina muda a vida de Paloma, antes uma moça tímida e passiva, agora é determinada e desinibida, características que eram de Betina. Isso faz um questionamento aos especialistas que alegam que todas as características que definem a personalidade vêm do cérebro.

Dados estes acontecimentos, a trama pode se considerar oficialmente iniciada com Diogo indo atrás da receptora do coração da amada e descobrindo Paloma que, além de tudo, acende o mesmo fogo ardente que Betina acendia em seu coração. Então um dilema fixa-se na cabeça de Paloma “Ele a ama a Paloma ou a receptora do coração de Betina?”.

Assista agora a uma sequência de cenas, envolvendo Paloma, Juca, Diogo e Betina.

Como você pôde ler, este bloco foi dedicado inteiramente à explicação do enredo da trama, no próximo trataremos da repercussão que a novela teve e sobre a quebra de tabus proporcionada pelo folhetim. É daqui à apenas 20 minutos!

Obrigado pelo comentário! Volte sempre! =)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s