No “Vrum” deste Domingo (13) – Números comprovam que consumo de motores flex é maior

Quando o motor flex foi lançado no mercado brasileiro, em 2003, tudo era novidade e a ideia principal era oferecer uma possibilidade de abastecimento diferenciado. No posto, o cidadão escolhe entre etanol, gasolina ou a mistura de ambos em qualquer proporção. Mas em pouco tempo as montadoras começaram a alardear que os novos motores trouxeram também algumas evoluções, como melhor desempenho e redução de emissões e consumo. Porém, a prática e os números têm mostrado que a economia de combustível não tem sido um ponto forte dos motores flex.

SAIBA MAIS DO ASSUNTO, NESTE DOMINGO, ÀS 08:30 NO SBT

Obrigado pelo comentário! Volte sempre! =)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s