O que dizer do beijo gay em “Amor à vida”?

Ontem vimos no último Capitulo de amor à vida uma cena como outra cena romântica qualquer, se não fosse pelo fato de que eram dois homens se beijando. A cena causou polemica por todo o país, alguns evitaram o momento e trocaram de canal, sendo que não foi atingido o pico tão grande de audiência que se esperava para um beijo gay que iria revolucionar o horário nobre.

Nas redes sociais como Facebook e Twitter é facilmente visto o comentário dos que são contra a cena que já foi ao ar, eles afirmam em comentários de grandes páginas:

“Não quero que meu filho veja isso, é algo anormal”, há ainda outros que são mais agressivos e comentam “Gay tem que morrer. Depois disso que vi hoje nunca mais vou ligar minha televisão na Globo outra vez ‘vc’ devia fazer o mesmo”. Aqui não mostraremos a identidade dos internautas, mas esses comentários foram reais, ambos postados no Facebook.

Por outro lado há os que defendem e parabenizam a Globo pela cena revolucionária: “‘Hj’ a Globo mostrou que respeita TODOS os seus telespectadores, há mais de 50 anos que vivemos numa ditadura onde a TV é controlada pelas religiões, sendo que seu público não é necessariamente religioso”, veja outro comentário: “Em meus 40 anos de vida, jamais vi cena tão linda e tão mal compreendida. O Brasil precisa quebrar suas barreiras e tabus, que país é esse onde ainda existe gente como Marcos Feliciano no poder?” (Esse comentário foi corrigido por apresentar erros gramaticais). Países estrangeiros como os Estados Unidos da América, já consideram uma cena totalmente comum e é facilmente avistável casais gays e lésbicas em séries ou até mesmo no cinema, mas por que no Brasil essa cena causou tanta polêmica? É o Brasil preconceituoso?

As estatísticas não mentem, o Brasil é o palco diário de homicídios motivados por ódio contra a comunidade GLBT. Há alguns anos o SBT ousou primeiro e colocou no ar o primeiro beijo gay entre lésbicas na novela Amor e Revolução.

A reação não foi tão diferente, porém, foi mais moderada. Houveram as críticas, ou elogios, mas talvez pelo fato de que a cena não teve audiência tão alta, ou talvez pelo fato que eram Lésbicas, não houve tanta “repressão” por assim dizermos.

O fato é: Não vamos chegar à uma convivência sem ódio? Por que ainda existe tanto ódio e preconceito mesmo depois de anos de luta dessa minoria da comunidade? E você, qual sua opinião? Por que? Comente-a e compartilhe-a conosco!

Anúncios

Obrigado pelo comentário! Volte sempre! =)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s