Conexão Hollywood: A Ficção científica no Cinema

Um pouco de suspense, um pouco de catástrofes, um pouco de morte e um final meramente feliz. Foi assim que criou-se os filmes de ficção científica, misturar a lenda com o real, a “possível” existência do submundo com nosso mundo, transformar feitos históricos em gigantescas catástrofes, modificar ou desmentir a histórica marcada pelos nossos ancestrais, será que um simples gênero pode mecher com nossa cabeça ? será que podemos enlouquecer ou acreditar no que eles dizem ? Se podemos eu não sei, só sei que se o nome é Ficção, e o sobrenome é polêmica. Os filmes de ficção já tem um espaço meio que VIP nos cinemas, vira e meche surgi uma nova teoria sobre o Fim do Mundo como no super polêmico filme 2012.

O Que nos leva a acreditar que podemos estar nesse momento sendo vigiados por seres de outros planetas, galáxias etc ? será que uma produção cinematográfica pode contrariar nossas mentes ? eu diria que sim. Fãn clubes de filmes vão se formando em cada canto do Planeta mas, com qual objetivo ? também não sei e aliás, porque tantas perguntas ? É assim, a ficção é algo não resolvido e que talvez nunca será desvendado. A Ficção no cinema (tanto a normal como a científica) vem abalando as estruturas desse nosso mundão moderno e que com certeza num futuro não muito distante causará conflitos e mais coonflitos. O Que ra para ser um método de diversão e adrenalina se tornou algo horrorizante, muitas vezes como se fosse uma briga entre a ciência e a religião, entre o Homem e DEUS. Nessa edição do conexão hollywood vamos conhecer um pouco mais sobre filmes de ficção que agradam alguns e desagradam muitos.

Vamos começar com filmes mas leves que não tiveram muita polêmica, gosto de deixar o melhor para o final. Viagens espaciais, tecnologia do futuro, vida em outras galáxias, planetas fictícios, humanos com super poderes etc. Selecionei alguns filmes dentro desses temas que citei, vou começar com o clássico dos clássicos: 2001 – Uma Odisséia no Espaço, um filme de Stanley Kubrick lançado em 1968, um filme interessante, efeitos especiais incríveis e um dos melhores da época (acho que apenas perdeu para Star Wars que veio anos depois). O Filme conta a ida dos astronautas David Bowman (Keir Dullea) e Frank Poole (Gary Lockwood) junto á outros da equipe para Júpiter onde investigam um misterioso monolito da nave Discovery.

Não tenho muito a declarar deste filme, assiste ele ainda criança e lembro poucas coisas dele mas esse pouco que lembro me faz sentir orgulho de mim mesmo pois sei que daqui alguns anos infelizmente poucos se lembrarão dessa magnífica obra do cinema. O Segundo filme que selecionei foi criado pelo mais recente “mestre da ficção” Michael Bay o criador de Transformers e de ARMAGEDDON ! O Que poucos sabem é que Armageddon se separa de algumas letrinhas do que pode se chamar de “a batalha final”, segundo a bíblia esse título é identificado como a batalha final de Deus contra a sociedade humana iníqua (iníqua é algo relacionado a julgamento contra os injustos, á quem não seguiu no caso, os encinamentos de Deus), em que numerosos exércitos de todas as nações da Terra encontrar-se numa condição ou situação, em oposição a Deus e seu Reino por Jesus Cristo no simbólico “Monte Megido”. Segundo Jeremias (46:10) essa guerra será perto do rio Eufrates. Ficou meio espantado né ? viu como os filmes de ficção não só dão aquela sensação de pura adrenalina mas como nos dão medo mas não temos nada á temer.

No decorrer do filme narra-se a vinda de um meteoro do tamanho do Texas que vem em direção á Terra numa velocidade de 35.000km por hora. O Elenco ficou eletrizante com a presença de Bruce Willis, Ben Affleck e Billy Bob Thornton. Ao decorrer da metade do filme para o início do desfecho não há tanto aquele “ar fictício”, começa aquele momento dramático, emocionante e começa também aquelas cenas que nos deixam cheios de tensão. Armageddon levou para casa um valor considerável nas bilheterias, cerca de 553.709.788 Milhões de Dólares em todo mundo. O Terceiro e último filme que selecionei foi uma adaptação dos quadrinhos, na minha opinião a melhor já feita, quem ti viu e quem te vê em Hugh Jackman que voltou as telonas como o incrível e quase indestrutível Wolverine em X-men – O Filme de Bryan Singer (X-Men 2, Superman – O Retorno, Operação Valquíria). O Filme teve um elenco ótimo, Hugh Jackman como já disse é o Wolverine, Ian McKellen o magneto, Patrick Stewart o professor Xavier, Halle Berry a Tempestade, James Marsden o Ciclope, Rebecca Romijn a Mystique dentre outros personagens que comporam esse filme.

Eis ai a guerra entre humanos e humanos mutantes, com super poderes, professor Xavier vem ai novamente lutando contra esse preconceito, para isso surge o Instituto Xavier para Jovens Superdotados. Podemos definir em duas palavras esse filme, geneticamente interessante, mesmo com todos os efeitos, a maquiagem incrível, a Ação, o suspense e até algumas cenas engraçadas entre os alunos do Instituto de Xavier eu preferiria assistir o desenho animado ou ler os Quadrinhos. X-men é um filme único, não conseguiram fazer outro igual, alguns de vocês podem considerar um insulto o que eu disse anteriormente mas cada um com seu gosto. O Filme terminou para mim em Trilogia (X-men O Filme, X-men 2 e X-men 3: O Confronto final) pois mesmo ainda mantendo alguns de seu elenco no filme X-men Primeira Classe de 2011 eu ainda não curti, apenas compartilhei.

Partimos agora para as invasões alienígenas, as mais lucrativas, as mais assistidas, as mais amadas e as mais só Deus sabe o que … Vamos começar com Alien, o Oitavo Passageiro de 1979, dirigido por Ridley Scott (Blade Runner – O Caçador de Andróides, Gladiador, Robin Hood). Um Show de efeitos e de maquiagem, um filme épico, único e mesmo tendo suas 4 sequência nenhuma delas superou a primeira versão. O Filme ja se inicia com suspense, após aterrizar na Terra a nave espacial do Capitão Dallas começa novamente a receber um sinal desconhecido que vem de uma nave alienígena abandonada. Uma produção super assustadora, chega a níveis altíssimos de qualidade como na obra de John Carpenter de 1982, O Enigma de outro Mundo.

Várias cenas são compostas com pedaços de possíveis corpos, e muito, mais muito sangue. Falando em John Carpenter e seu “super-filme”, o Segundo e último filme que completa o meu relato sobre os melhores filmes de invansão alienígenas. O Enigma do Outro Mundo ou apenas The Thing é um filme de terror alienígena como já disse, tudo começa na Antártida com um grupo de cientista vive sua rotina lá fazendo pesquisas quando são supreendidos por por um homem estrangeiro (um norueguês) que corria incansavelmente atraz de um cão com um rifle na mão mas acaba sendo morto pois acertou um tiro em um dos americanos.

Para acabar com todas as dúvidas e para evitar mais conflitos o piloto de helicópteros R. J. MacReady e o médico da equipe Dr. Copper vão até o campo norueguês onde não encontrar nenhum sobrevivente mas encontra um humano ou o que sobrou dele lá, uma criatura horrível com partes deformadas, apodrecidas e que sempre que assisto essa cena me arrepio.Dr. Cooper não encontra nada de estranho dentro desta “criatura”, nada mais que orgãos encontrados em um ser humano mas ainda nenhum deles se deu por convencido. A Partir daí o suspense e o terror com cenas fortíssimas toma conta do filme como a cena do cão de um deles se transformando em um monstro horroroso ou quando um deles vai tentar fazer uma ressussitação no companheiro e incrívelmente o próprio tem os braços arrancados pelas presas da criatura que possuiu o corpo do Amigo. O Filme tem um elenco bom, para vocês que nasceram da década de 90 até agora apenas um integrante desse filme é conhecido, Kurt Russell (Poseidon, Vanilla Sky, Super escola de heróis).

Chegamos a última parte dessa edição do conexão hollywood com o tema mais polêmicos de todos na ficção: O Fim do Mundo. Qual sua teoria do fim do mundo ? Terremotos, tsunamis, desastres ambientais, Terrorismo, crise mundial, aquecimento Global, Meteoros colidindo com a Terra ? existem inúmeras teorias mas posso crer que nenhum filme sobre o fim do mundo começaria sem nenhum impulso, antigamente diziam que o mundo acabaria no ano 2000 e estamos aqui vivos. Depois diziam que o dia 06/06/06 seria o fim total de tudo pois representa o número da besta 666 mas, ainda estamos aqui. Agora em definitivo começou a tal onda de 2012 seria o fim do mundo segundo o calendário Maia, tempestades solares, colisões de meteoros, acontecimentos estranhos, invasões alienígenas também fazem parte dessa “teoria de um babaca”. O Filme 2012 uniu tudo isso e muito mais. As cenas do filme são chocantes não só pelo realismo como pela criatividade, enquanto o mundo está sofrendo de terremotos e megatsunamis catastróficos (se não me engano é ai que entra a cena no Rio de Janeiro), outras partes são atingidas por erupções vulcanicas, furacões etc.

O Filme tem um elenco mediano com John Cusack, Chiwetel Ejiofor, Amanda Peet, Thandie Newton, Oliver Platt, Danny Glover, Woody Harrelson. A Produção teve um investimento pesado, cerca de 200 Milhões, creio eu que boa parte desse investimento foi para o marketing, nos Estados Unidos em comerciais de séries bem conhecidas como Gossip Girl, Ugly Betty, Desperate Housewives, Smallville e The Vampire Diaries passava um mini-trailer divulgando o filmes que estava em cartaz, o objetivo era aumentar o lucro com a presença dos jovens de 18 á 25 anos. 2012 fez um sucesso nas bilheterias, atualmente é a 39ª Maior bilheteria do Cinema Mundial com 769.675.494 Milhões de dólares em todo Mundo.

O Filme gerou polêmicas por todo mundo, criticado em peso por líderes religiosos, por presidentes e líderes de Estado de vários países mas com tudo isso veio a discussão se realmente poderia ser assim como o filme relatava, será que vai ser ano de 2012 ? porque será que não há nenhuma citação de Deus durante o filme, como se fosse um filme apenas indicado aos Anticristo e Ateus descrentes. O Que posso dizer além dessas 1600 palavras é que o fim do Mundo não tem data e horário definido, prepare-se pois pode ser daqui a uma hora, um dia, uma semana ou um mês.

Thiago Oliveira – Crítico de Cinema / @ThiiihOliveira.

Conexão Hollywood: O Melhor de A Era do Gelo

O que seria nosso cinema sem elas ? muitos tem aquele pensamento sombrio e imaturo e diz que as Animações são apenas para crianças mas, não é sempre assim. Ao passar dos anos as animações vem tendo um destaque a mais do que os outros filmes em geral, elas como ja diz, ANIMA as pessoas, mostra que é possível usar de coisas normais e transformá-las em algo vivente, com vida.

O Impulso dos investimentos nessa nova categoria (já exisitia mas era conhecida apenas como Desenho animado) veio do final dos anos 90 pro início dos anos 2000, várias empresas foram criadas como a tal Disney que já produzia outros tipos de filmes e começou a produzir animações mas não foi a única, Steven Spilberg junto á outros criou a DreamWorks de Shrek, Gato de Botas, etc. Nesta 13ª edição do Conexão Hollywood vamos relembrar uma das nossas maiores animações já feitas, A Era do Gelo !

Nada melhor como começar com aventura abaixo de zero, A Era do Gelo pode ter um pouco do tabu americano mas, tem o toque Brasileiro que chama Carlos Saldanha, dirigiu os 3 primeiros filmes. Manny o mamute, Sid a preguiça, Diego o tigre-dentes-de-sabre e o Esquilo Scrat são os personagens principais dessa franquia que, a cada sequência feita vem conquistando o público do Mundo todo. O primeiro filme se concentra em diversas aventuras e enrrascadas que a “turma” se envolve, tudo para levar o bebê sã e salvo para a tribo dele, esse foi o único filme da franquia em que o Tigre Diego foi vilão mas no final acaba se rendendo e virando mais um integrante da turma aventureira de Sid.

O Filme A Era do Gelo foi Indicado ao Oscar de melhor Animação porém não ganhou mas para não sair de mãos abanando (seria impossível um filme dessa classe sair sem nenhum prêmio) venceu 3 outros prêmios: BMI Film Music Award, Bogey Award in Platin e KCFCC Award. O Sucesso diante da bilheteria não foi tão robusto assim, levou para casa apenas 383.257.136 Milhões de dólares.

A Sequência veio apenas 4 anos depois, A Era do Gelo 2 continuou apenas com a Direção de Carlos Saldanha, o roteiro ficou por conta de Peter Gaulke & Gerry Swallow. O Segundo filme se aprofundou num tema que está sendo muito discutido nos dias de hoje, O Derretimento das Geleiras (na nossa realidade claro, na época sugerida do filme não aconteceu isso).

Nesse filme o humor de Scrat vem com potência total e falando dos personagens, eis que no filme dizia-se Manny era o último Mamute mas, para nossa Alegria eis que veio a Mamute Ellie e, para nossa agonia ela achava que era um Gambá como os seus “irmãos provisórios”, Crash e Eddie. Cenas super interativas aparecem, como a de Scrat (como eu disse, ele teve um brilho á mais nessa versão que nas outras) tem sua Noz roubada por piranhas, ele tem um verdadeiro ataque de fúria e acaba com todas num piscar de olhos. O Sucesso que os pordutores do filme avistavam desde a época do primeiro filme chegou, A Era do Gelo 2 teve uma Bilheteria total de 651.899.282 Milhões de Dólares, quase o dobro da anterior.

Em um mundo totalmente diferente, A Era do Gelo 3 vem com aparições de Dinossauros e uma surpresinha para Scrat que se chama Scratita, uma esquila que acendiou o coração do próprio mas que além disso formou um Triângulo Amoroso: Scrat, a Noz e a Scratita. O Terceiro filme da franquia acontece algum tempo depois, Ellie está grávida e á não muito tempo de dar a Luz e, enquanto isso algumas desavenças ão de acontecer pois, o filhote que há de vir por ai pode atrapalhar tanto a Amizade e a sede de Aventura do Sexteto (Crash, Eddie, Ellie, Manny, Sid e Diego).

Sid resolve pegar seu próprio caminho quando encontra 3 ovos que, mais tarde chocam e dentro deles saiem 3 filhotes de Dinossauro. Ai sim, começou a verdadeira aventura: Sid é sequestrado pela mamãe Dinossauro e os outros vão em busca dele e enquanto isso, não muito longe de lá Scrat e Scratita estão disputando a Noz. O Sucesso nas Bilheterias superou as espectativas, recentemente segundo dados é a 24ª Maior Bilheteria de todos os tempos com 886.686.817 Milhões de Dólares em todo Mundo.

Eu considero ese terceiro filme o melhor em vários quesitos como o próprio tema e, falando nele podemos observar claramente que á cada versão novos temas vão surgindo, no primeiro filme foi a clássica aventura no gelo, o segundo foi o derretimento da geleira (provavelmente para atingir o público sobre a nossa situação vivida dentro do aquecimento global) e no terceiro foi sobre a era dos Dinossauros mas não termina por aí, o 4º filme está á caminho, chega aos Cinemas Brasileiros ainda neste mês, dia 29, o tema do filme será a Deriva continental.

Não poderei abrir muitos detalhes sobre A Era do Gelo 4, me basiei em comerciais, flash backs e o próprio trailer Oficial lançado recentemente. O Filme se centra na deriva continental como já disse, e adivinhem quem provoucou isto ? nada mais e nada menos que ele, Scrat ! O Mundo de A Era do Gelo não é o mesmo, Manny e companhia toda a turma usaram como embarcações apenas simples Icebergs.

O Vilões da vez serão Piratas, Sid reencontra sua avó e juntos lutam para salvar tudo e todos das garras destes terríveis “Piratas do gelo”. O Filme ainda não tem duração definida, creio eu que seja de aproximadante 97 ou 98 Minutos e parece que foi aproveitado alguns detalhes do anterior como os “encontros românticos”, pelo que ví nos cartazes uma nova Paixão rodeará o Tigre Diego, essa paixão se chama Shira, uma tigresa que dispença elogios. Estou apostando muito nesse Filme, na parte de Bilheteria acho que pode chegar na marca de 900 Milhões ou, apenas superar por apenas alguns “trocados” a marca de A Era do Gelo 3.

Thiago Oliveira – Crítico de Cinema / @ThiiihOliveira.

Conexão Hollywood: As faces do Batman no Cinema

Batman, homem morcego, O Cavaleiro das Trevas, O Cruzado Encapuzado, O Detetive das Sombras, O Dono da Noite, qual seria o verdadeiro sentido desse super herói ? Nunca houve tantas dúvidas sobre um personagem tão impermeável, sombrio. Sem necessidade nenhuma Batman não tem nenhum super-poder, após presenciar o assassinato dos pais, Bruce se tornou um filantropo, viajou por todo mundo com o objetivo de compreender a mente dos criminosos. Aperfeiçoou sua condição física e mental, treinando todo tipo de artes marciais e técnicas de combate (o trauma de ver seus pais mortos com tiros de revólver lhe deu aversão a armas de fogo). Conexão Hollywood desse Domingo (24/05) vai revelar, vai se aprofundar na vida do Bilionário Bruce Wayne, a conexão entre o personagem nos HQs e os variados intérpretes do próprio que já teve no Cinema.

Batman no Cinema nas Décadas de 80 e 90

O Pesonagem se consagrou na Quadrilogia que ficou marcada desde o final da década de 80 até meados de 1998. Batman, de 1989, abordou a vida de Bruce desde sua infância até a descoberta do seu “eu” interior, a sede de vingança não satisfeita, Bruce se tornou Batman – O Homem morcego. O Filme contou como o próprio interpretado por Michael Keaton (Herbie – Meu Fusca Turbinado, A Filha do Presidente), e seu arque-inimigo Coringa teve um destaque á mais com a genialidade de Jack Nicholson (obviamente, não chegou aos pés do Heath Leadger em 2008) que, inclusivimente foi Indicado ao Oscar de Melhor Ator. A Sequência, Batman: O Retorno, veio 3 anos depois dirigida também por Tim Burton (A Lenda do Cavaleiro Sem Cabeça, Planeta dos Macacos). O Filme se foca na origem do vilão Pinguim (Danny DeVito) que foi jogado pelos seus pais no rio de Gotham City devido á seuas deformações de nascença. Diferente do filme anterior, o elenco foi trocado de cabo á rabo, o único que se manteu foi o Batman de Michael Keaton. A Mulher-Gato veio com tudo nas belas curvas de Michelle Pfeiffer (Hairspray – Em busca da fama, Nunca é tarde para amar). Batman Eternamente, o terceiro e menos importante filme, na minha opinião, foi um esculacho, focou-se como sempre no Batman (Val Kimer) salvando Gotham que, se deparou com 2 grandes inimigos (o ponto chave que pediria socorro á Tim Burton) duas-caras (Tomy Lee Jones) e Charada (muito, mas muito confundido com o Coringa) que foi sem sombras de dúvidas o pior papel de Jim Carrey. O Filme não teve nenhuma Indicação ao Oscar, graças ao bom Deus. O Quarto e último filme foi mediano, teve um orçamento caríssimo, cerca de 125 Milhões de dólares e como já previsto, foi um fiasco nas bilheterias, lucrou apenas 238.207.122 Milhões de dólares alguns filmes como Jogos Vorazes e Independence Day tiveram um orçamento menor e lucraram o dobro, o triplo, o quádruplo que ele. Lembrei dos boatos recentes sobre a sexualidade do Batman qu fizeram, mas nessa época do filme gerou-se uma polêmica sobre a possível homossexualidade dos personagens. Não podemos nos esquecer a ridículo atuação de George Clooney que manchou mas do que já era a imagem do filme.

A Trilogia do Século 21

2005, uma nomerologia talvez, mas não. Significa o início de uma nova era, de uma nova vida, de uma nova série de atuações brilhantes nunca vistas antes dentro do personagem do Homem-Morcego. Tudo isso se cituou em 2005, Christopher Nolan criou a revolução do século no Cinema, o Batman voltou aos cinemas novamente depois de 8 anos esquecido (bota esquecido nisso, depois do fiasco de 1995 e 1997). O Filme Batman Begins se focou novamente como no original de 1989 na infância de Bruce Wayne que, como todos sabemos viu seus pais sendo assassinados. Depois da grande transformação feita por Henri Ducard (Liam Neeson) na ninjitsu, quem pratica carrega o título de Samurai. O Terror, o suspense e o medo tomam conta do filme, com a entrada do grande vilão psicofarmacologista Espantalho que, tinha como objetivo introduzir em Gotham city uma toxina que induz o medo. O Segundo e mais Supreendente filme, Batman: O Cavaleiro das Trevas (o título foi tirado de um de seus HQs, era um nome usado para descrevê-lo) que mostrou a capacidade anormal de Batman (Christian Bale), a loucura anti-social do Coringa (Heath Ledger) que lhe rendeu o Oscar de melhor Ator Coadjuvante. A Cidade de Gotham já não é a mesma nesta sequência, Coringa abalou-a com todo seu terrorismo (para ele, uma simples diversão) e ainda o fiel amigo de Bruce Harvey Dent, que após sofrer nas mãos do coringa fica com metade de seu rosto deformado, se tranformando no Duas-Caras (esse sim foi digno, Tomy Lee Jones estragou a imagem do vilão). Emoção do começo ao fim, como se diz, O Cavaleiro das Trevas não terminou, é apenas o começo do grande final. O Final da trilogia não está pre-definido, alguns detalhes do filme foram revelados nos Trailers e clips lançados, as imagens sombrias e duvidosas do vilão da vez do filme, Bane. O Filme continua com boa parte do elenco já predestinado pela saga graças ao sucesso (Christian Bale, Michael Caine, Gary Oldman, Morgan Freeman) as únicas novidades são o próprio Bane (Tom Hardy) como citei e a Mulher-Gato (Anne Hathaway). Espero muito mais desse filme, que seja um imenso sucesso nas bilheterias, que chova indicações ao Oscar, que chova premiações e nomeações, porque esse trabalho que Christopher Nolan desenvolveu nesses 6 anos foi uma coisa perfeita por isso já aviso os fãs, 27 de julho de 2012 vamos lotar os cinemas e aplaudir essa obra-prima de Nolan !

O único modo razoável de se viver neste mundo é sem regras!

Heath Ledger, Coringa.

Thiago Oliveira – Crítico de Cinema / @ThiiihOliveira

Conexão Hollywood: Resumo do Mundo do Cinema

Em Breve, Homem-Formiga !
Daqui a não muito tempo, os estúdios Marvel deve anunciar o longa Capitão América 2 que está previsto só para abril mas, sairam-se rumores lá no Festival de Cannes cogitando-se o possível diretor do filme (Edgar Wright) Homem-Formiga (um dos personagens que ajudou a fundar Os Vingadores, criado oficialmente por Stan Lee, Larry Lieber e Jack Kirby na edição Nº27 da HQ), segundo a imprensa, o filme ainda pode ter início das gravações nesse ano mas ainda não tem nada certo, o melhor que fazemos agora é esperar uma notícia do próprio.

Os novos cartazes do Gângster “Os Infratores”
John Hillcoat nos presenteou com vários novos cartazes de Os Infratores onde exibe o elenco de peso acompanhado de grandes nomes como LaBeouf, Tom Hardy, Jason Clarke, Gary Oldman, Guy Pearce, Jessica Chastain, Mia Wasikowska, Dane DeHaan. O Longa é baseado na obra literária de Matt Bondurant, The Wettest County in the World, se passa nos tempos da velha guarda, conta a história ambientada nos anos da Lei Seca, acompanha uma família de contrabandistas de bebida que comete e sofre crimes às margens da lei, e se vê ameaçada pela ganância das autoridades, que querem uma fatia do negócio. A Estréia está prevista aqui no Brasil para 14 de Setembro.

FONTE: Omelete.uol.com.br

Remake de Highlander com Ryan Reynolds, será ?
Não tem nada certo mas, Ryan Reynolds é um nome bem forte para protagonizar Connor MacLeod, um guerreiro Imortal escocês do Século XVI. O Público não se agradou nem um pouquinho com a notícia, tanto a da produção d Remake tanto a possível contratação de Ryan Reynolds, acham que ele não tem condições de fazer o papel que a 26 anos foi consagrado por Christopher Lambert, as filmagens tem início ainda neste ano.

Orlando Bloom em The Good Doctor
Mais um filme dramático de Lance Daly com parceria de John Enbom. Na trama, Diane Nixon (Riley Keough), uma jovem de 18 anos sofre com uma infecção no rim e é atendida pelo doutor Martin Ploeck (Orlando Bloom). Quando ela começa a melhorar, o médico teme perdê-la e interfere em seu tratamento, fazendo com que permaneça doente e, consequentemente, mais tempo no hospital, o filme não tem ainda estréia na Telonas Nacionais definida, mas, já está confirmado para 31 de agosto nos EUA.

FONTE: www.cinema10.com.br

Scarlett Johansson pode estrear filme sobre a Viúva Negra
Depois do indiscutível sucesso de Os Vingadores, durante uma entrevista afirmou que um de seus objetivos agora, depois de Os Vingadores, e ganhar um filme solo só para sua Personagem, a Viúva Negra e, rumores também já estão sendo ditos pela possível produção que deseja lançar esse filme em 2013. Scarlett Johansson e os inúmeros fãs da personagem esperam um sucesso ao nível de Os Vingadores mas, ainda não tem nada certo sobre a produção do filme.

Confira as recentes produções do cinema em Cartaz no Brasil !

Já estão em cartaz novos produções do cinema, grandes filmes, animações, suspense, aventura e ação nas Telonas Nacionais. Ja está disponível uma super aventura em alto mar, Battleship – A Batalha dos Mares (adaptação do jogo) com um elenco que conta com grandes nomes como a cantora Rihanna, Liam Neeson, Alexander Skarsgard. O Suspense chega com tudo em O Corvo, um longa com John Cusack como Edgar Allan Poe que está á caçar um Serial Killer. Uma animação repleta de aventuras, Piratas Pirados! te leva num mundo dos famosos piratas, tapa-olhos, barcos á vela e grandes tesouros dão vida nesse incrível filme. Para finalizar tem um filmaço de ação com Mel Gibson que tenta escapar da fronteira entre o México e os EUA com ajuda de um garotinho, Plano de Fuga.

Os Vingadores pula para 7ª lugar nas maiores Bilheterias Mundiais
Novamente, Os Vingadores sobe, deixa Star Wars Episódio I: A Ameaça Fantasma, Piratas do Caribe: Navegando em Águas Misteriosas e Toy Story 3 comendo poeira. Com um total até agora de 1.063.171.911 Bilhões de dólares em todo Mundo, é a sensação do momento e, está novamente á um pequeno passo de ultrapassar Piratas do Caribe: O Baú da Morte.

Confira a tabela das Bilheterias Mundiais:

Clique Aqui para conferir a lista completa das maiores Bilheterias do Cinema.

Dê sua opinião, o que acha de todo esse sucesso ? o que acha de ser a  3ª Maior estréia do século XXI ? Acha tem condição de ultrapassar outros grandes concorrentes como Transformers: O Lado Oculto da Lua ou Harry Potter e as Relíquias da Morte: Parte 2 ? Comente.

Thiago Oliveira – Crítico de Cinema / @ThiiihOliveira

Conexão Hollywood: O Cinema pelo Mundo á fora

Neste conexão Hollywood iremos sair fora de todo padrão cinematográfico imposto pela “Potência Patriota”, os filmes americanos sim, são considerados as maiores produções do cinema mas, não devemos nos esquecer que tanto no Brasil dentre outros países latinos temos dezenas de filme que nos honramos de dizer “eu assisti, e gostei”. Até fora do nosso continente, nossa amada América podemos encontrar filmes que nos deixem sempre mais inspirados, mais “fodas” como diz umas das mais clássicas gírias brasileiras. Só hoje vocês, leitores, irão apreciar diversas obras do cinema sem serem daquele padrão imposto pelos patriotas, mas lembrem-se, não estou excluindo e muito menos dizimando seus filmes, ao contrário, amo filmes produzidos nos EUA mas, ninguém consegue viver & apreciar filmes onde todos nós sabemos o final.

Poderíamos começar com o Irã, terra onde acontecem infelizmente conflitos sangrentos entre nações vizinhas mas, vamos esquecer de Guerra (ou seja, vamos esquecer o padrão americano de filmes !) e vamos nos centrar num assunto que antigamente não era “modinha” mas agora virou, estou falando do filme A Separação (2011), de Asghar Farhadi. O Filme é significantemente uma inovação no gênero Drama, os atores e atrizes se focaram em seus papéis de tal forma que, fiquei impressionado, de boca aberta. Peyman Moadi, Leila Hatami, Sareh Bayat, Shahab Hosseini são dignos de Oscar. Asghar Farhadi passou por diversas cerimônias de premiação do cinema, saindo vitorioso em várias categorias principalmente a de Melhor filme Estrangeiro.

Tantos países com tantas produções maravilhosas, fico até indeciso na hora de escolher mas, agora vou falar da Espanha, um país conhecido por ceder espaço á pré-produções de filmes românticos mas, dessa vez estou me referindo á um filme que é com certeza de cabo á rabo espanhol, Segunda-Feira ao Sol (2001). O Elenco maravilhoso, principalmente pela participação Javier Bardem como papel principal e outros nomes como Luis Tosar, José Ángel Egido, Nieve de Medina. Segunda-Feira ao Sol é um filme estilo comédia dramática, conta a história de alguns ex-empregados de um estaleiro que fechou á 3 anos, obviamente deixando-os desempregados. O Filme tem seus pontos negativos, ocasiões e feitos muito repetitivos mais, um bom enredo como, a cena onde Lino se afoga em nervosismo á cada entrevista de emprego.

Aproveitando o embalo, já falei do Irã e agora irei falar de uma produção da Palestina, que aborda fissuradamente as diferenças Religiosas, Promessas de um Novo Mundo (2002). O Filme mostra a vida que leva sete crianças israelenses e palestinas que vivem em Jerusalém e, mesmo morando no mesmo lugar há uma pequena diferença (para eles é uma enorme) que as separa, poderia ser a cor, a maneira de se vestir, a língua nativa mas, nenhum desses itens corresponde a experiência delas, o que as separa é a Religião que, há décadas vem causando conflitos no Oriente Médio, causando sucessivamente a morte dos Inocentes. Até quando nossa mundo será assim ? quantos filmes terão de ser rodados para mostrar não apenas á nossa mas, a todas as sociedades que nem a cor e muito menos a crença pode nos separar. Amei de coração esse Documentário. E assim termino mais uma edição do Conexão Hollywood deixando á você leitor uma frase para refletir junto á crítica do filme Promessas de um Novo Mundo;

“Sabe-se muito bem que é dificílimo erradicar preconceitos dos corações cujos solos nunca foram revolvidos ou fertilizados pela educação: preconceitos crescem ali firmes como erva daninha entre pedras.”

Charlotte Brontë.

Thiago Oliveira – Crítico de Cinema
@ThiiihOliveira

Conexão Hollywood Especial: 35 anos de Star Wars

A Terra parou nesta semana com uma das datas mais Importantes que o cinema já teve, o twitter também, bombou com vários TT’s em homenagem aos 35 anos do surgimento de Star Wars. Foi em 1977 que o brilhante mente de George Lucas se transbordou com um filme que revolucionou o século. R2-D2, o simpático robô, Yoda o sábio mestre Jedi, Anakin Skywalker o jovem garoto que mais tarde se tornou o vilão mais perverso de todos, Darth Vader, C-3PO entre outros personagens marcaram a hexalogia. Nesta edição do Conexão Hollywood vamos relembrar todos os episódios da saga, relembrar os detalhes dos episódios e também alguns dos consagrados personagens.

O Filme

Episódio I: A Ameaça Fantasma (1999)

Seguindo a ordem cronológica foi o começo (porém foi o 4º filme rodado), Tudo começa quando a maligna Federação Comercial, aliada ao Lorde Sith Darth Sidious, bloqueia as remessas para o planeta Naboo e, para que não haja conflitos violentos ou até uma Guerra, O Supremo Chanceler envia dois cavaleiros Jedi, Qui-Gon Jinn e Obi-Wan Kenobi. Eles vão numa “missão de paz” para apenas negociar mais a Federação invade o planeta Naboo e os cavaleiros sdão obrigado á pousar lá onde resgatam a Rainha Amidala e vão para a capital da república Galáctica. Ai vem a parte mais boa do filme, em minha opinião, Qui-Gon encontra um escravo com uma força relamente poderosa, o jovem garoto Anakin Skywalker. Este 1º episódio da saga é um dos mais emocionates, também um com as cenas de ação mais conhecida do cinema, mesmo sendo muito criticado. O Filme reestreou no cinema neste ano em 3D, e, se tornou a 9ª Maior bilheteria do Cinema, 1.013.407.074 Bilhões de Dólares.

Episódio II: Ataque dos Clones (2002)

10 anos se passam e a República está vivendo uma crise decadente terrível, Anakin e Wan tomam uma decisão e embarcam numa missão de extrema resposabilidade pois, a antiga Rainha Amidala, agora senadora, está sendo perseguida por um misterioso inimigo que pretende matá-la e logo Wan começa investigar.Os serventes de Darth Sidious atacam e logo depois Anakin Skywalker junto á Padmé vai até a morada de sua mãe onde ela acaba morrendo. Episódio II: Ataque dos Clones é um dos filme da saga onde vários novos personagens aparecem e, onde também, vário se despedem. George Lucas junto á Lucasfilm confirmaram que o Episódio II chega nos cinema em 3D no ano que vem, 2013.

Episódio III: A Vingança dos Sith (2005)

Acontece 2 anos após o episódio II, Anakin e Amidala estão vivendo a vida de recém-casados, mas, a República já não é a mesma, está em Guerra com a confederação do Darth Sidious que se prepara para contralar toda a Galáxia. Aqui começa o ponto crítica da saga, Anakin Skywalker se une ao famoso “Lado sombrio da força” o instrumento dos Lordes de Sith (aí está a origem do nome desse 3º episódio) e seu amigo, Obi-Wan Kenobi, não vê outra alternativa a tomar de que proteger Amidala e seus filhos. Para salvar Amidala que pode morrer durante o parto, Anakin decide salvá-la e acaba virando o Darth Vader. A Guerra começou, milhares de soldados pertencentes de Jedi são praticamente exterminados da galáxia, e apenas Obi-Wan Kenobi e Yoda sobrevivem. Segundo a crítica, o episódio III é o melhor filme da saga depois de Episódio V: O Império Contra-Ataca (1980). A Reestréia em 3D está marcada para o ano de 2014.

Episódio IV: Uma Nova Esperança (1977)

O Filme se inicia numa tensão, Darth Vader caça a Princesa Leia Organa, ela resistiu ao Império e ainda roubou o projeto secreto do própio e, para não perder ele, coloca-o na memória de R2-D2. Por ser o primeiro filme a ser criado (contrariando essa ordem e seguindo a cronológica, seria o anti-penúltimo) George Lucas teve um capricho assim, tão cuidadoso que, a gente vê que mesmo o filme sendo antigo, tem efeito tanto sonoros como visuais melhores que dezenas de filmes da nossa década. Nesse filme podemos relembrar os antigos interpretadores de certos personagens como o Darth Vader foi interpretado no episódio I por Jake Lloyd, no episódio II e III por Hayden Christensen e nos episódios IV, V e VI por David Prowse. Este quarto episódio levou 7 estatuetas do Oscar paa casa, Melhor Direção de Arte, Melhor Figurino, Melhores Efeitos Especiais, Melhor Edição, Melhor Trilha Sonora, Melhor Som e foi dado um prêmio especial a Ben Burtt pelo trabalho feito junto aos efeitos sonoros do Filme.

Episódio V: O Império Contra-Ataca (1980)

O Penúltimo episódio acontece 3 anos após a destruição da Estrela da Morte, sem mais delongas o filme continua com a fuga interminável da Aliança rebelde (liderada por Luke Skywalker o filho de darth vader, a Princesa Leia sua irmã e o mercenário Han Solo) de todas as Ameaças Imperiais. A Aliança vive escondida no Planeta gelado Hoth mas, foram descobertos novamente pelo exército imperial e são atacadas pelos AT-AT mas conseguem fugir. Darth Vader pode ter vivido neste episódio sua maior tensão ja vista, sua obcessão em achar os rebeldes é inestimável. Luke e R2-D2 estão de seguir as orientações do espírito de Obin-Wan e vão ao Planeta Dagobah e os outros (Han Solo, Leia, C-3PO, e o Chewbacca) estão sendo atacados pelas naves Imperiais deixando o Millenium Falcon (naves estelar usadas pelos rebeldes) incapacitado de chegar ao hiperespaço, mesmo assim conseguem também fugir mas, acabam parando no meio de uma chuva de meteoros e rapidamente vão atraz de um amigo de Han Solo, Lando Calrissian, que pode sim, concertar o Millenium Falcon. Para infelicidade deles quem estava lá era Darth Vader que captura Han Solo e congela-o em carbonita. Luke para seu treinamento com o mestre Yoda para salvar seus amigos. O Episódio V deve reestreiar em 3D em 2016, segundo George Lucas.

Episódio VI: O Retorno de Jedi (1983)

Neste último e decisivo episódio irão de acontecer diversas coisas mas, tudo começa com o Imperador que está supervisionando a construção de uma Nova Estrela da Morte. Longe de lá, Luke Skywalker cnsegue salvar Han Solo e a Princesa Leia das Mãos de Jabba, um dos piores bandidos de toda a Galáxia(Detalhe: Jabba tentou fazer da Princesa sua Escrava Sexual). Luke ao ver que os cavaleiros Jedi estão voltando institui a ser um mas, para conseguir isto precisar exterminar Darth Vader (Durante o decorrer do filme “tenta” conduzir Luke para o “Lado sombrio da força”) mas em certo ponto do Filme, durante a batlha entre ambos acontece uma bombástica revelão: Luke Skywalker é filho de Darth Vader, sua mãe morreu no parto (durante o episódio I, II e III Darth realmente CHAMOU-SE Anakin Skywalker). O Último episódio teve a bilheteria mais baixa da saga, cerca de 475.106.177 Milhões de Dólares (entrando meio apertado na lista das 100 maiores bilheterias de todos os tempos). O Filme seguindo a cota dos episódios anteriores será relançado em 3D, em meados de 2017.

 

Os Personagens

O Que seria de um filme sem personagens não ? agora para encerrar o conexão Hollywood deste domingo (06/05) vamos lembrar dos principais e até dos menos conhecidos, as mocinhas, os guerreiros de Jedi e os vilões.

 

 

 

 

 

 

Thiago Oliveira – Crítico de Cinema.

@ThiiihOliveira

Conexão Hollywood: Os Clássicos da Sessão da Tarde

Hoje vamos falar de uma coisa bem conhecida por nos Brasileiros, Sessão da tarde. Foi criada pela Rede Globo em 11 de março de 1974, está presente ao ar até os dias de hoje, de segunda á sexta e, segundo dados, é líder de audiência na maioria da tardes que vai ao ar. A Sessão da Tarde é conhecida pela tal repetição de filmes, quem não se lembra da época que A Lagoa Azul e Devolta á Lagoa Azul passava dezenas de vezes por ano ? Então, esse é o tema de hoje, os clássicos da sessão da Tarde !

A Lagoa Azul (1980): Como não se esquecer desse filme ? Emmeline e Richard, os primos que ficam numa ilha deserta junto ao Marinheiro Paddy que, tempo depois é encontrado morto. O Tempo passa, ambos crescem, começam á arranjar o própio alimento para se sustentar e depois Emmeline fica grávida. Após o nascimento do filho eles são encontrados por um navio e como todos sabemos, o filme termina.

O Quinto Elemento (1997): Em certo ponto foi um filme super repetitivo mais, não assisto ele na sessão da tarde desde 2000 e pouquinho. O Quinto elemente é um longa de ficção Científica que se passa no século XXIII, Bruce Willis é um taxista que se envolve numa aventura onde, para deter um ser demoníaco teria que reunir 4 pedras mágicas e colocá-las ao redor de uma Bela Mulher, Milla Jovovich. Esse filme por ser meio antigo as pessoas só conhecem ele por “Aquele filme que passa na sessão da tarde onde tem a mulher azul”, a famosa Diva Plavalaguna.

Karatê Kid – A Hora da Verdade (1984): Esse é pra nova geração, que está na era do cinema 3D, que assistiu Jaden Smith no Karatê Kid em 2010, esse sim é um filme de artes marciais onde o mostre Miyagi ensina Daniel a arte do karatê. O Filme ganhou 3 sequências mais um remake como sitei a cima, com Jaden Smith.

Independence Day (1996): É um ds mais conhecidos e inspiradores filmes sobre uma mescla de invasão alienígena e fim do Mundo, o filme tem efeitos especiais bem bolados e tem um final emocionante. Mas é sempre assim, Will Smith já se consagrou no cinema na parte de ficção como na trilogia Homens de Preto (1997, 2002 e 2012), Eu, Robô (2004) etc.

Náufrago (2000): Uma ecessão na carreira de Tom Hanks, esse na minha opinião o único filme que Tom poderia ganhar Oscar de melhor ator mais infelismente só foi Indicado, os outros filmes que ele atuou deixo á desejar. Náufrago foi uma febre, quem não se lembra de Wison, a bola de vôlei & companheira Inseparável de Chuck. Você concerteza pensa assim, “ele arranjou uma bola de vôlei como companheira, deve ser louco”, mais não é assim que as coisas funcionam, imagine você preso numa Ilha deserta durante 4 anos ? Se fosse comigo e se eu ainda estivesse vivo, estaria conversando até com a areia de Praia.

Mudança de Hábito (1992): Concerteza, a melhor comédia com a Whoopi Goldberg que no filme dramatiza uma cantora testemunha de um crime cometido por seu Namorado e para se proteger dele, se disfarça de Freira num convento, tendo uma verdadeira Mudança de Hábito !

Uma Babá quase Perfeita (1993): Robin Williams já é marca registrada, de todos os filmes que selecionei que creio ser clássicos de sessão da tarde ele está como protagonista principal e em Uma Babá quase Perfeita não é diferente. Nessa comédia, Daniel (Robin Williams) é impedido de visitar os filhos por sua ex-esposa, (ai ja viu né, bem parecido com a realidade de casais separados aqui no Brasil) e então resolve e disfarçar de babá, vai trabalhar na casa da ex só para não ficar longe dos filhos, sempre que assisto lembro do filme Vovó…Zona.

Vovó…Zona (2000): Coicidência ou pura ironia do destino ? estava bem agor aí, falando e lembrei dessa comédia que me faz chorar de tanto rir, graças ao talento de Martin Lawrence. Malcolm é um agente do FBI, conhecido por ser o mestre dos desfarçes recebe uma missão de capturar um assaltante, aproveitando a que Vovózona ausente, fora da cidade, Malcolm se disfarça da própia para capturar o Assaltante.

O Homem Bicentenário (1999): Mais uma obra-prima de Robin Williams mais dessa vez o filme se passa numa época onde os humanos já não mais realizavama as tarefas domésticas, e sim os robôs. Robin dessa vez é Andrew, um robô que tem tudo para ser como os outros mais tem algo que pode se considerar um dom entre as máquinas, Apresenta traços característicos do ser humano, como curiosidade, inteligência e personalidade própria. Um filme emocionante, a primeira vez que assisti, se não falha a minha memória foi em 2004, fiquei maravilhado. O Mais recente humano não mais robô, Andrew, viveu 200 anos e aí está, o grande significado do título, “O Homem Bicentenário”.

K9 – Um Policial Bom Pra Cachorro (1989): Esse pode se dizer depois de A Lagoa azul é o mais repetitivo, mais, o filme é bem divertido, da pra distrair, o roteiro deixo á desejar. Não posso dizer que originalidade existe nesse filme (mas também não é nenhuma cópia) mas, mostra de uma maneira bem versátil o companheirismo entre o homem e o cão.

Edward Mãos de Tesoura (1990): Foi ai que começou a parceria que vem dando certo á décadas no cinema, Johnny Depp (Edward) e Tim Burton (Diretor do filme). Um filme bem comovente mais au mesmo tempo mostra que o amor não tem barreiras, exemplo a Peg, que se apaixona por Edward.

Jumanji (1995): Para Terminar vou falar de uma super aventura com nada mais nada menos que Robin Willians ! O Filme é legal demais, me lembra o Zathura. Uma vez começado á jogar Jumanji vocês tem de terminar até o final para que as coisas voltem ao normal, muita aventura e ótimos efeitos especiais.

Bom Pessoal, esse foi o Conexão Hollywood desse Domingo, mas antes de finalizar, só queria esclarecer, o propósito dessa edição não é criticar a repetividade desses filmes mais sim, a qualidade deles mesmo sendo reprisados várias vezes !

Thiago Oliveira – Crítico de Cinema

@ThiiihOliveira

Conexão Hollywood: A Carreira de Woody Allen

Woody Allen é o assunto do Conexão Hollywood desse Domingo (22/04), um grande diretor, Comediante, conhecido pelos filmes dramáticos e pelas irreverentes comédias românticas. Woody nasceu em 1º de Dezembro de 1935, em Nova Iorque, desde cedo já apresentava aquele talento oculto escrevendo para colunas de jornais e, ao mesmo tempo frequentava uma faculdade onde mau chegou a se formar. Sua carreira de Diretor começou Literalmente em 1969 com o filme “Um assaltante bem trapalhão” onde atuou como Ator principal junto e ao mesmo tempo na Produção. Á Partir daí, ele foi mantendo uma média de 1 filme por ano, uma produção atrás da Outra, causando risos e lágrimas, sustos e angústias, medo e Bravura. Woody foi casado duas vezes, primeiramente com Harlene Rosen ( se divorciaram em 1962), depoi com Louise Lasser ( também divorciaram em 1969) e desde 1997 está ao lado de Soon-Yi Previn. Não podia me esquecer dos prêmios, levou Oscar de Melhor Diretor com Annie Hall ( aqui no Brasil Noivo Neurótico, Noiva Nervosa) e também levou 3 vezes o Oscar de melhor Roteiro Original também com Annie Hall, Hannah e suas irmãs e recentemente no Oscar 2012 com Meia-Noite em Paris. Agora Vamos conhecer um pouco mais das produções de Woody Allen.

Um assaltante bem trapalhão (1969): Foi um documentário totalmente fictício (creio eu, o único documentário do Mundo que conta mentiras) que conta os detalhes mais sórdidos da vida de um famoso Ladrão de bancos, Virgil Starkwell. Woody Allen solta aquele espírito de comediante, com vária cenas e situações muito engraçadas.

Noivo Neurótico, Noiva Nervosa (1977): É aquele filme romântico onde rolam irressistíveis paixões inusitadamente entre casais totalmente opostos, Típico filme de sessão da tarde, Noivo Neurótico, Noiva Nervosa teve como protagonista principal Woody Allen (Alvy), um judeu divorciado e Annie (Diane Keaton) uma cantora de começo de carreira e, como todo filme desse gênero, após ambos estarem morando juntos começam as famosas crises conjugais.

A Era do Rádio (1987): Retrata fortemente as décadas de 30 e 40, onde o rádio tem seus momentos de fama, voltado á uma família de um garoto judeu e suas lembranças durante a 2ª Guerra Mundial. Vários trechos do filme tem a narração própia de Woody Allen. O Filme relata o Impacto nostáugico da era do rádio, considerado por muitos da época, o maior veículo de comunicação ja inventado.

Todos Dizem Eu Te Amo (1996): Aquele toque de paixão que pode faltar numa noite fria de inverno está em Todos Dizem Eu Te Amo, onde Holden e Skylar (Edward Norton e Drew Barrymore) vivem o áuge da paixão. No começo do filme dá aquela impressão estilo Entrando numa Fria (2000) mais logo se percebe que ambos os filmes não tem nada haver. Esse não é o melhor filme de romance de Woody Allen, mais, da pra quebrar o galho.

Vicky Cristina Barcelona (2008): Aquela Viagem planejada de ida e volta pra Barcelona onde as amigas Vicky e Cristina (Rebecca Hall e Scarlett Johansson) se encontram por acaso com Juan Antonio (Javier Bardem). Aqueles 3 meses de férias se tornam um inferno pois a ex-esposa de Juan, Maria Elena (Penélope Cruz) ainda o ama e sendo assim, forma-se um “Quadrado Amoroso”. Alguns dias atraz começei á ler uma críticas de usuários sobre esse mesmo filme, e a maioria caracterizou o filme como Muito bom e Legal, mais claro, sempre deduzindo algumas falhas do filme como a substituição de Javier Bardem por Jefrey Dean Morgan.

Meia-Noite em Paris (2011): Paris, cidade Luz, onde acontecem inucitáveis história de loucas paixões, o escritor Gil (Owen Wilson) leva dua esposa Inez (Rachel McAdams) mais acaba se apaixonando por Adriana (Marion Cotillard). A cena mais interessante é quando Gil está em Paris, quando bate meia-noite ele é transportado para Paris de 1920. Mais uma obra-prima de Woody Allen, tenho que dizer, Woody é especialista em Romance, ele consegue em mais de 30 anos na Carreira de Diretor interpretar a essência dos filmes românticos de várias formas, com aventura, com ação, com drama, com suspense, com ficção, com TUDO !

Thiago Oliveira – Crítico de Cinema.

@ThiiihOliveira