Simon Cowell quer levar Lindsay Lohan de volta a música

200px-Simon_Cowell

Desde 2005 quando lançou o disco “A Little MorePersonal (Raw)”, Lindsay Lohan não exerce trabalhos na área musical,porem o idealizador e jurado do sucesso mundial “The X Factor” Simon Cowell está disposto a ajudar a jovem de 26 anos a voltar para a música.

Segundo a revista de grande circulação nos Estados Unidos “NME”, a música poderia ajuda-la a se livrar do seus problemas pessoais os quais andou enfrentando com freqüência nos últimos anos, e o magnata inglês sugeriu que poderia ampará-la se assim que a mesma desejasse. 

Uma fonte contou a revista “Simon acha que seu último disco (A Little MorePersonal) não foi tão mal assim. Ela tem uma boa voz, e pode fazer boa música, cantando suas vivências (…) Simon poderia ajudá-la a voltar à cima do sucesso”, comenta o tal informante secreto. 

Basta esperar para ver, Lindsay realmente é uma garota muito talentosa e não precisa provar isso a ninguém, e com toda a certeza merece ser ajudada.

Victor Alves

Formula 1 Perde público, mas share continua igual

É verdade que a cada ano que passa a formula 1 (F1) fica cada vez mais chata e cada vez mais as pessoas deixam de acompanha-la.

Nesta caso específico não simplesmente nos núperos do IBOPE, mas também no dia a dia e no boca a boca das pessoas.

Vários agravantes podem contrubuiram para esta queda, um deles é o número excessiva de corridas (a 10 anos eram 12 hoje 22), outro a falta do que encontrar, pois cada vez se assiste corridas com poucas ultrapassagens e pouca emoção.

Confira os números abaixo:

2002 – 19,4

2003 – 21,0

2004 – 19,2

2005 – 15,8

2006 – 16,1

2007 – 16,0

2008 – 17,1

2009 – 14,8

2010 – 12,1

2011 – 10,4

2012 – 8,6**

**2012 foi somente até a última corrida exibida.

A pior parte dos números acima é que o shere continua o mesmo, demostrando que cada vez mais os programas estão ficando sem público e que cada vez menos os programas televisivos estão sendo assistidos.

Vale a pena lembrar que: A próxima corrida ocorrerá nesta madrugada as 3 horas.

Eduardo Couto