Dulce Maria lançará álbum novo em agosto

image

Depois de boatos de que a banda RBD poderia retornar, a mexicana Dulce Maria está preparando o lançamento do seu disco novo. E quer em breve lançar o seu novo single.

Segundo Dulce, com o novo álbum,  quer levar  a cultura mexicana para os outros países. “ As músicas são mais realistas e atrevidas, e te permitem brincar um pouco com as histórias fracassadas ”, contou. 

Possilvemente, o CD terá um dueto com a cantora brasileira Manu Gavassi. “ É um disco com várias colaborações de outros artistas, fusões de ritmos e gêneros, instrumentos… Entre os envolvidos há gente do México, Brasil, Argentina, Colômbia, latinos dos EUA, Chile e Uruguai, e ainda gravei na Espanha. A ideia é que me ajudem a buscar um nome que resuma essa fusão ”, escreveu.

SBT Usufrui de Criatividade Para seus Comerciais.

O SBT surpreendeu o mercado publicitário nesta semana ao propor comerciais de 37 segundos, e não apenas nos tradicionais formatos de 15, 30, 45 ou 60 segundos.

A ideia da emissora é atrair anunciantes principalmente dos setores financeiros (que gostam de comerciais que contam histórias), de remédios (que têm de exibir uma tarja com inúmeras recomendações) e de varejo (Casas Bahia).

Mas o primeiro anúncio do novo fomato será de uma rede de lojas que vendem chocolate, a Cacau Show. Criado pela agência DM9, estreia hoje.

De acordo com o SBT, com 37 segundos é possível anunciar duas ofertas de produtos a mais do que em 30 segundos, o formato mais usado pela TV brasileira.

Diretor comercial da emissora, Glen Valente conta que o formato de 37 segundos nasceu numa feira em Cannes, quando ele percebeu que muitos criativos têm de reduzir a 30 segundos propagandas idealizadas em 60 segundos.

“E a história em 30 segundos não fica tão espetacular quanto em 60”, constata Valente.

Segundo o executivo, o formato de 30 segundos é o mais usado no Brasil “por causa da capacidade de investimento do cliente”. Fazer campanhas com anúncios de 60 segundos fica muito caro. De 15, o tempo é muito curto. Em alguns países, como a Argentina, não existe padronização de tamanho de anúncio.

Valente diz que o SBT não irá aumentar seus intervalos. Quatro anúncios de 37 segundos ocuparão o lugar de cinco de 30.

Para compensar os custos do anunciante de produzir um comercial de 37 segundos só para o SBT (uma vez que as demais redes não aceitam esse formato), a emissora está dando um desconto. O anunciante leva 37, mas paga só 33 segundos.

Os comerciais de 37 segundos, por enquanto, serão apenas em rede nacional. Para evitar “buracos” nos intervalos das afiliadas, não serão aceitas peças nesse formato para veiculação local.                                                                                                                                                               Criatividade parece não faltar na emissora!

 

Lincoln André