Profissão Repórter (16/04/2013) – O heroico trabalho dos voluntários nas equipes de resgate

profissaoreporter2013

O “Profissão Repórter” desta terça (16), destaca o trabalho heroico e arriscado dos voluntários de equipes de resgate. A equipe da atração viajou até Petrópolis, Santa Maria e João Molevado, para acompanhar o trabalho das ONGs e voluntários nessas regiões.

Tragédia da Boate Kiss é destaque do Profissão Repórter dessa terça (16)

As tragédias das chuvas na região serrana do Rio de Janeiro. Nesse ano em Petrópolis mataram 34 pessoas, entre elas dois técnicos da Defesa Civil que trabalhavam no resgate de outras vítimas. Os repórteres Paula Akemi e Daniel Parnayba seguem para o local e acompanham essa organização. E também mostram o trabalho de Rogério “Borracha” que tenta convencer os moradores de áreas de risco a trocarem suas casas por um lugar mais seguro.

No sul do país, a repórter Eliane Scardovelli faz um retrato das pessoas que ajudaram no resgate das vítimas da boate Kiss, em Santa Maria, incêndio que provocou a morte de 241 jovens. A equipe ainda conversa com Wanda Dorneles, mãe de Rafael, engenheiro de 31 anos, que morreu tentando salvar outras vidas.

E ainda, Victor Ferreira acompanha um plantão de feriado em um dos trechos de estrada mais perigosos do país, a BR-381 em João Molevade, Minas Gerais. A região não tem Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e todo o trabalho de resgate é feito pelo Serviço Voluntário de Resgate (Sevor). O repórter conversa com o bombeiro civil Nilson Teixeira, que em um dos seus primeiros plantões resgatou o próprio irmão. Vinte voluntários se revezaram em três dias de trabalho e socorreram mais de dez acidentes graves com vítimas.

PROFISSÃO REPÓRTER
NESSA TERÇA – 23h45 NA GLOBO

Pelas vítimas da tragédia da boate Kiss no Rio Grande do Sul

584848

   Diante de grandes tragédias, de grandes desastres, que nos causam grande comoção emocional paramos pra pensar e refletir nos efeitos de nossas ações, passamos a pensar de forma mais ampla, de diversos ângulos, nos diversos sentidos. Diante de um acontecimento tão doloroso como o que aconteceu na madrugada desse domingo na boate Kiss, no Rio Grande do Sul, percebemos que a vida do próximo é mais valiosa do que conseguimos notar, sofremos juntos por pessoas que nem conhecemos, mas como não sofrer? É tão dolorido pensar no sofrimento e nas lagrimas derramadas por uma mãe, da pra imaginar isso multiplicado por quase 240?

   Impossível ver nos noticiários informações sobre essa tragédia e não se comover. Não sentir um buraco fincando o peito de angustia, não se colocar no lugar dos familiares, pais, mães, filhos, irmãos, namoradas, cada ente querido que sofre pela inesperada falta de alguém que até então irradiava vida. A dor infelizmente não pode ser retirada, ele vai ser sentida e acomodada com o tempo, a tragédia vai perder sua intensidade mas nunca vai sair da nossa memoria, iremos relembrar essa tragédia sempre com a mesma dor, independente de nossa participação nela.

   O Club TV é um blog sobre Televisão e Entretenimento, mas como não se sensibilizar com um acontecimento como esse? Não posso deixar de fazer o meu papel e falar sobre TV, e como foi à transmissão das informações pelos maiores veículos do país.

   A Globo começou a cobertura logo cedo, cedeu o espaço do Esporte Espetacular e As Aventuras do Didi, durante toda a programação nos manteve atualizado sobre as novas informações, a tragédia ganhou destaque no Domingão do Faustão e se sobrepôs no Fantástico. O SBT dentro de suas limitações jornalística surpreendeu a todos, abriu espaço no Domingo Legal e até mesmo no Programa da Eliana que mesmo gravado ganhou uma edição ao vivo com informações sobre o acidente, fora os flashes durante a programação. A Record e a Band também souberam fazer suas coberturas, mesmo que de forma mas mecânica e automatizada que a Globo e o SBT.

   O Club TV assim como todos os brasileiros esta tomado pela tristeza causado pela perda dessas pessoas, afinal, para sentir a dor das pessoas não precisa conhecê-las… Basta ter coração e se colocar no lugar delas.

Everton Pereira

CLUB NEWS: Confirmado até agora 232 mortes na tragédia de Santa Maria

montanhas-azuis-cc3b3pia

O capitão da Brigada Militar Rois Tavares afirmou na tarde deste domingo (27) que o número de pessoas mortas em um incêndio na boate Kiss, em Santa Maria (RS), nesta madrugada foi recontado. Segundo ele, foram 232 vítimas fatais, sendo 122 homens e 110 mulheres. Outros 131 feridos permaneciam internados.

O número foi corrigido após uma recontagem nos hospitais da cidade e no Centro Desportivo Municipal, para onde foram levados os corpos. Anteriormente, as autoridades haviam divulgado 245 mortos.

Ao menos 131 pessoas permaneciam internadas. Segundo a polícia, algumas delas começaram a ser transferidas para hospitais de Porto Alegre, porque necessitavam de cuidados especializados. Na capital, o HPS (Hospital de Pronto Socorro) recebia os feridos graves e com queimaduras de terceiro grau. A unidade precisava de doadores de sangue.

A suspeita é de que as chamas começaram durante uma apresentação pirotécnica, pouco depois das 3h. Uma foto publicada por um DJ que se apresentaria na casa mostra os fogos que podem ter causado o incêndio. 

Para a polícia, a falta de saídas de emergência e de extintores de incêndio fez com que mais pessoas morressem. O delegado Sandro Meinerz esteve no local e falou, em entrevista à rádio Guaíba, sobre os problemas que os clientes tiveram.

— É um acesso muito pequeno. Havia muita gente lá dentro. A porta virou um funil e eles tiveram dificuldade para sair. As pessoas, na hora do pânico, usam de todas suas forças para sair e muita gente acabou morrendo por causa disso.

Também há relatos de que os seguranças impediram a saída das pessoas em um primeiro momento e queriam que elas pagassem as comandas. Barras de ferro, usadas para separar as filas, podem ter dificultado a evacuação rápida da casa.

Corrimões trancaram rota de saída

Polícia começa a ouvir testemunhas do incêndio em Santa Maria

O governador do Rio Grande do Sul, Tarso Genro, chegou a Santa Maria no fim da manhã deste domingo. A cidade decretou luto oficial de 30 dias. Tarso Genro lamentou a tragédia.

— É o momento de nós compartilharmos a dor e, com nosso trabalho, demonstrar toda nossa solidariedade às famílias enlutadas, a Santa Maria, e ao nosso Estado.

Ele ressaltou que diversos órgãos estaduais e federais, como a Defesa Civil, Exército, Aeronáutica, Polícia Federal, Polícia Civil e o Instituto Geral de Perícias, estão trabalhando no caso.

— Nós estamos empenhados desde a madrugada em dar o apoio necessário para que tenhamos, inclusive, um levantamento de provas para fazer um inquérito policial de alto nível, para que a gente possa depois ter um esclarecimento em relação às causas que determinaram este evento.

A presidente Dilma Rousseff antecipou o retorno de uma viagem ao Chile e chegou a Santa Maria por volta das 14h. Ela afirmou que pediu a todos os ministros que deem apoio no que a cidade necessitar. Em coletiva, a presidente disse com voz embargada que está junto da população neste momento e que o País irá superar a tragédia, apesar de manter a tristeza.

R7

CLUB NEWS: Vídeos amadores mostram imagens das vítimas sendo socorridas

montanhas-azuis-cc3b3pia

Como já noticiado aqui no Club, ontem á noite na Boate Kiss em Santa Maria, RS, aconteceu um grande incêndio em que morreram cerca de 232 pessoas e andam circulando na internet vídeos da tágedia que está deixando o Brasil e o mundo em luto. Vejam o vídeo:

Nesse primeiro video aparece os bombeiros tentando resgatar pessoas vivas, veja:

Já nesse segundo vídeo aparecem vítimas sendo socorridas, algumas percebe-se já sem vida, veja:

NOTA: Nós do Club +TV lamentamos esse acontecimentos e também estamos em luto.

CLUB +TV NA COBERTURA DA TRÁGEDIA

DE SANTA CLARA

CLUB NEWS: Com voz embargada, Dilma diz que País irá superar tragédia em boate no RS

A presidente Dilma Rousseff afirmou, neste domingo (27), que pediu a todos os ministros que deem apoio na tragédia na boate Kiss que deixou mais de 200 mortos em uma boate em Santa Maria, no Rio Grande do Sul. Em coletiva, a presidente disse com voz embargada que está junto da população nesse momento e que o País irá superar a tragédia, apesar de manter a tristeza.

— Estamos juntos e, necessariamente, vamos superar este momento.

Em seu discurso, Dilma disse ainda que vai mobilizar recursos para fazer não apenas o resgate dos corpos, mas também para um tratamento rápido e eficiente para os feridos. A presidenta está acompanhando a tragédia desde as primeiras horas do dia quando, por telefone, ofereceu ao governador do Rio Grande do Sul, Tarso Genro, “toda a ajuda necessária”.

A ministra de Direitos Humanos, Maria do Rosário, já está a caminho de Santa Maria com o governador gaúcho. O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, está em São Paulo e também vai para o Rio Grande do Sul para providenciar apoio na área da saúde. Segundo a assessoria do ministério, uma das possibilidades é a abertura de leitos no Grupo Hospitalar Conceição, em Porto Alegre, que é vinculado ao Ministério da Saúde, para socorrer as vítimas.

A coordenação da Força Nacional do Sul também está sendo deslocada para Santa Maria para  identificar necessidades e tomar previdências.

Entenda o caso

A polícia de Santa Maria, no interior do Rio Grande do Sul, informou que 245 corpos haviam sido retirados de dentro da casa noturna Kiss, depois do incêndio que atingiu o local durante a madrugada deste domingo (27). Outras 48 pessoas continuavam hospitalizadas. 

A festa foi organizada por alunos de cursos da UFSM (Universidade Federal de Santa Maria). Havia mais de mil pessoas dentro da boate na hora que o fogo começou. As chamas podem ter sido provocadas por um sinalizador, lançado do palco por um integrante da banda que se apresentava.

R7

Incêndio em boate no RS mata ao menos 245 pessoas

montanhas-azuis-cc3b3pia

    Pelo menos 245 pessoas morreram em uma casa noturna na cidade de Santa Maria, no Rio Grande do Sul, na madrugada deste domingo, em um incêndio iniciado durante um show pirotécnico, disseram autoridades locais.

   Familiares estão sendo reunidos no Centro Desportivo Municipal para fazer cadastro e reconhecimento de corpos, segundo informações do comandante da Brigada Militar da cidade.

   O major Gerson da Rosa Ferreira, que está coordenando as operações da polícia militar no local, disse à Reuters que o número de vítimas fatais pode chegar a 200.

   As mortes foram causadas por asfixia e pisoteamento, informou ele.

   Segundo o major, não havia mais de 500 pessoas dentro da boate Kiss quando o fogo teve início, por volta das 2h30 da madrugada deste domingo.

   O primeiro atendimento às vítimas foi dado no estacionamento de um supermercado ao lado da boate Kiss, que fica no centro da cidade. Nem todos os corpos haviam sido retirados do local às 10h da manhã.

   A delegada Luiza Sousa, da 2a Delegacia de Policia Civil, disse que acontecia um show de uma banda gaúcha quando um dos integrantes soltou fogos de artifício dentro do local. A faísca de um desses fogos tocou o teto, que tinha um revestimento de isopor. “O fogo espalhou-se em segundos”, disse a delegada à Reuters.

   Ela informou que um dos fatores para o agravamento da tragédia é que havia um grande número de carros estacionados na porta do estabelecimento, o que impediu a saída das pessoas. Ela disse, porém, que os carros não estava irregulares e que era permitido o estacionamento no local.

    O major Ilvair Vianna, diretor do Hospital da Brigada Militar de Santa Maria, informou que chegaram mais de duas dúzias de feridos ao hospital.

   “O que deixou a situação mais difícil parece que foi a saída. Tudo está meio confuso no momento. Ainda bem que a infraestrutura daqui é boa, conseguimos dar pronto socorro a muitas das vítimas”, disse ele à Reuters.

   A polícia e o Corpo de Bombeiros ainda trabalham na área.

 Com Informações da Veja