Fifa e Globo apresentam diretrizes da exibição da Copa de 2014

A Federação Internacional de Futebol (Fifa) e a Rede Globo se reuniram nesta quinta-feira, em Brasília, para definir detalhes da transmissão da Copa do Mundo de 2014. Detentora dos direitos, a TV liberou a projeção de partidas em ambientes sem fins comerciais, mas com uma ressalva: apenas em locais com menos de cinco mil pessoas. Além disso, foram estipuladas uma série de condições para que os organizadores de eventos façam essa projeção.

O acordo animou Jérôme Valcke, secretário-geral da Fifa, que exaltou a importância dos torcedores poderem acompanhar os jogos em todo o Brasil: “temos certeza de que, com acesso livre a exibições públicas não comerciais, graças ao suporte da nossa emissora oficial, TV Globo, todos os torcedores brasileiros poderão aproveitar e fazer parte da incrível experiência da Copa do Mundo da Fifa”, afirmou.

Membro do Comitê Organizador Local (COL), o ex-jogador Ronaldo também participou da reunião e depois apresentou um discurso nostálgico: “minhas primeiras memórias da Copa do Mundo são assistindo as partidas de 1986 e 1990 com a minha família, amigos e vizinhos em um telão na rua. É legal pensar que milhares de crianças irão ter o sentimento que eu tive nas festas que irão ocorrer durante as exibições públicas em todo o Brasil”, comemorou.

Um site foi criado para quem pretende promover exibição pública dos jogos da Copa (www.exibicaopublicafifa.com.br.). Através dele, será possível fazer pedidos também relacionados à Copa das Confederações de 2013.

“Nós consideramos a ação que envolve eventos de Exibição Pública fundamental, já que irá servir para unir o país e incentivar o espírito alegre dos brasileiros em torno das competições da Fifa”, discursou Marcelo Campos Pinto, Diretor Executivo de Rede Globo.

Com informações do site Terra