Força do Amor I Capítulo 03

Anteriormente em Força do Amor…
Maria leva a criança para o carro, chegando na mansão a presença do bebê chama atenção. Carlos e Sebastião descobrem que Daniela foi sedada com remédio, pouco depois Dr. Ramos chega na fazenda e verifica Daniela em meio a conversa do nascimento da menina Daniela acorda.

 

Fazenda Barão José Amaral
Carlos e Daniela conversam sobre o desaparecimento de sua filha Manuelle, até então tudo o que sabem é que Maria a parteira da cidade, desapareceu. Daniela acorda e começa a procurar pela filha, até que ela descobre que ela foi roubada.

Carlos: Daniela, meu amor… Eu não sei… Eu não sei onde ela esta… A nossa filha foi roubada…
Daniela: Roubada?! Onde esta Maria?
Carlos: Ela levou nossa filha… Nossa filha…
Daniela fica em choque e tenta se levantar da cama, Carlos e o Dr. Ramos a impedem.
Dr Ramos: Você não pode se levantar agora, esta muito fraca!
Daniela (desesperada): Não importa! Só quero minha filha! EU NEM PUDE VÊ-LA!! SABE O QUE ISSO SIGNIFICA?
Carlos: Nós já estamos atrás dela, não iremos desistir… Eu já estou atrás de Maria.

Mansão da família Alvary
Eva conversa com Patrícia no escritório de seu Marido Otávio.
Eva: Bom, aqui estamos!
Patrícia: Eu não entendo senhora… Eu tenho feito meu trabalho direito.
Eva: (se senta na cadeira) Mas você viu Maria com uma criança aqui… Sabe de onde é?
Patrícia: Bem senhora, eu vi uma criança e eu realmente não entendi…
Eva: Ela veio com a Maria.
Patrícia: Mas como? Ela não estava grávida…
Eva: Maria pegou essa criança, resolveu adotá-la…
Patrícia: E quanto ao parto que ela ia fazer na fazenda do barão?
Eva: A mãe não quis… Para não deixá-la morrer Maria decidiu levá-la…
Para todo o caso ela é filha de Maria… Entendeu?

Gusmão entra direto no escritório desesperado.
Gusmão: Eva! Estamos com problemas…
Eva: Pode se retirar… e quando sair feche a porta!
Eva e Gusmão aguardam a saída de Patrícia  do escritório.

Eva: Pronto, ela já foi! Fala…
Gusmão: Estamos com problemas…
Eva: Mas quais problemas? Diga de uma vez!!
Gusmão: A Maria e a criança desapareceram!
Eva: O QUE??

 Fazenda Barão José Amaral
Daniela esta deitada no quarto e Carlos decide buscar mais pistas. Na varanda da fazenda chama pelo Sebastião.
Carlos: Sebastião, eu estou com uma dúvida…
Sebastião: Pode dizer senhor…
Carlos: O nome daquela mulher é Maria, isso é tudo que sabe?
Sebastião: Sim senhor. Eu liguei direto na agencia do trabalho e eles me indicaram ela.
Carlos: (pensativo) Agência… Você tem o número?
Sebastião: Sim senhor. Ta aqui. (Sebastião entrega um papel para Carlos.)
Carlos caminha pra sala, esperançoso enquanto fala com Sebastião.
Carlos: Isso pode ser o que precisamos Sebastião.
Carlos pega o telefone e começa a digitar pelo número da agência.

(No telefone)
Carlos: Alô. É da agencia de empregos?
Roberto Duran (representante da agência): Sim senhor. Em que posso ajudá-lo?
Carlos: Bem eu fiz o pedido de uma profissional experiente no parto poderia me indicar novamente? É que me esqueci do nome dela… Se possível eu gostaria de ter contato com ela também.
Roberto Duran (representante da agência): Ok. Senhor Carlos, no momento não posso alcançar os registros, pois estamos próximo do horário de fechamento mais amanhã eu verifico no sistema para o senhor.
Carlos: Amanhã? É que eu estou com muita pressa…
Roberto Duran (representante da agência): Infelizmente agora não posso ajudá-lo. Terá que esperar até amanhã.
Carlos: Certo… (diz decepcionado)
Roberto Duran (representante da agência): Ok. Obrigado pela sua ligação, retorne amanhã.
(Desliga)

Sebastião: E então senhor? Conseguiu algo?
Carlos: Nada Sebastião… Vou ter que esperar até amanhã. E a polícia não faz nada em menos de 24 horas… Como se minha filha pudesse esperar estando nas mãos de uma psicopata…
Sebastião: Calma senhor. Temos que ter fé…
Carlos: Eu me sinto fraco Sebastião. Fraco como homem, fraco como marido… Fraco como pai…

Mansão da família Alvary
Eva e Gusmão procuram Maria em todos os lugares da casa.
Gusmão: Procuramos em todos os lugares, pode ver que ela sumiu mesmo!
Eva: Desgraçada! E agora o que vamos fazer?
Gusmão: Então denunciamos á polícia.
Eva: Mas não adianta! Essa imunda ser presa abre a boca e descobrem tudo!
Gusmão: Não podemos deixar rastros…

A porta da frente se abre quando Maria entra com a criança.
Eva parte para cima de Maria que é segurada por Gusmão.
Eva: DESGRAÇADA!! Onde você foi? (grita aos berros)
Maria: Vocês disseram que ela é MINHA FILHA!
Gusmão: (Ameaça) Fala baixo… Senão você já sabe…
Maria: Ela é minha filha! Não é?
Eva: Para onde você foi com ela? Estava pensando em fugir? Se você fugisse eu ACABAVA com você!
Maria: Não! Eu sei que não posso fazer isso!
Eva: Então o que você foi fazer saindo essa hora?
Maria: Eu Registrei essa criança no MEU NOME! O nome dela agora é Manuelle da Conceição!
Eva e Gusmão olham desesperados para Maria e Maria pela primeira vez encara os de frente.

Maria: Ela é minha filha! Agora, se me dão licença eu vou levá-la para o quarto.
Maria tenta ir em direção na escadaria, mas Eva parte para cima dela e Gusmão a segura.
Eva: Você não sabe com quem ta mexendo… EU ACABO COM VOCÊ! SUA INÚTIL!
Gusmão: Maria saia daqui agora! SAIA!
Maria sobe as escadas com a criança.
Gusmão (assustado): E agora, o que vamos fazer?
Gusmão e Eva ficam pensativos.

(CONGELA)