Campeonatos de futebol podem perder espaço na tv aberta

Campeonatos de futebol podem perder espaço na tv aberta

Não são apenas os filmes, mas também o futebol que pode perder força na televisão aberta. Pelo menos no próximo ano, esse mercado pode se esvaziar, mas por outros motivos.

Segundo o jornalista Fernando Oliveira, por conta dos altos investimentos para a cobertura da Copa do Mundo, muitas emissoras estão cortando os custos e abrindo mão desses eventos.

No caso da Band a questão é financeira mesmo, sem apoio para custear as despesas a emissora abriu mão da parceria com a Globo nas transmissões do Brasileirão, Libertadores e da série B.

A emissora carioca então ofereceu a transmissão do Brasileirão para o SBT, Record e RedeTV. E, para sua surpresa, não recebeu nenhum interesse por parte das emissoras. Aliais, somente o canal de Amilcare Dallevo parece querer a série B do evento,

Programação esportiva dessa quarta (15/08/2012) // Globo exibe amistoso Brasil e Suécia

Nessa quarta a Globo e a Band transmitem jogos do campeonato brasileiro á noite, mas Globo exibe o amistoso da seleção de Mano Menezes contra a Suécia. Anotem os horários e bom jogo!


Brasil e Suécia – Após Chocolate com Pimenta (Nacional)
Flamengo e Palmeiras – 21h50 (Local – Rio de janeiro)
Náutico e São Paulo – 21h50 (Local – São Paulo)


Náutico e São Paulo – 21h30
Palmeiras e Flamengo – 21h30

Para quem não gosta de futebol tem outras opções na televisão:
No SBT tem o Programa do Ratinho e o game Cante se Puder com opções de entretenimento.
Na Record tem a  reta final de A fazenda e capítulo inédito de Máscaras.
Na Rede TV tem Luciana Gimenez com bate papo e polêmicas no Superpop

Emerson faz 2 e Corinthians é campeão invicto da Libertadores

Acabou a espera de 52 anos. O Corinthians conquistou o título inédito da Copa Libertadores da América ao derrotar o Boca Juniors por 2 a 0, na noite desta quarta-feira, no Pacaembu. O grande herói da partida foi Emerson, que marcou dois gols, aos 8 e 27 minutos do segundo tempo.

O  Corinthians foi campeão no dia 4 de julho, justamente no Dia da Independência dos Estados Unidos. A partir de agora essa data vai ser Dia da Indepência da Libertadores do corinthians.

Com esse resultado, o time de Tite terminou a competição de forma invicta. Em 14 partidas, foram oito vitórias e seis empates, com a defesa menos vazada com apenas quatro gols sofridos. O Corinthians nunca tinha feito uma campanha tão boa em nove participações anteriores.

O rival o seu sétimo caneco para igualar ao Independiente, também da Argentina.

O Jogo

O jogo começa morno, estudado, mas nervoso com a catimba argentina. Mesmo com a Fiel torcida ao lado,  o time da casa se mostrava nervoso e não conseguia trabalhar as jogadas, rifando bolas. Danilo e Alex se movimentavam bem. Já o Boca tentava explorar Riquelme.

O primeiro lance de perigo aconteceu aos 16 minutos. Em jogada individual, Emerson passou por dois marcadores, mas Ledesma desviou para escanteio.

Corinthians toca a bola e Alex vem jogando centralizado. Fábio Santos foi derrubado por Schiavi na entrada da grande área. Na cobrança, Alex acertou a barreira e tentou arriscar aos 29.

O goleiro Orion deixa o campo para a entrada de Sosa Silva aos 33 minutos. Danilo cruzou para a grande área, e Jorge Henrique tentou tirar, mas o goleiro Sosa Silva levou vantagem. Aos 39, Alex tentou, mas o goleiro defendeu.

O Corinthians teve 64% de posse de bola contra 56% do rival no primeiro tempo. Alessandro, com 20,  foi o jogador que mais acertou passes.

Segundo tempo

Aos 8 minutos, Emerson fez explodir a Fiel no Pacaembu. Em cobrança de falta de Alex, Jorge Henrique desviou de cabeça, Danilo, de calcanhar passou para o atacante que matou no peito e bateu: 1 a 0.

Tranquilo, o Corinthians prendia a bola no ataque. Boca jogava no esquema 4-2-1-3, com Santiago Silva por dentro. Por sua vez, Corinthians marcava sem recuar, explorando os lados, e crescia o futebol de Alex e Danilo.

O técnico do Boca, tirou Ledesma para a entrada de Cvitanich. E a torcida foi ao delírio quando Romarinho foi chamado pelo técnico Tite. O Boca Juniors tentou numa cabeceada de Riquelme, que Cássio defendeu.

E aos 27 minutos, o Corinthians sacramentou o placar. Schiavi errou  passe e deixou a bola para Emerson, que arrancou, ganhou de Caruzzo na corrida e tocou na saída de Sosa: 2 a 0.

Depois do gol, o time argentino sentiu o baque. Tentou algumas jogadas, mas a marcação corintiana foi implacável até o fim. Chicão ainda deixou o gol preso na garganta da torcida, ao cobrar uma falta e a bola capriochosamente bater na rede pelo lado de fora, aos 38.

O Corinthians  levou a partida até o final com a torcida fazendo a maior festa nas arquibancadas.


CORINTHIANS 2 X 0 BOCA JUNIORS