MTV Brasil ja tem data para fechar as portas

Mas uma emissora brasileira prestes a fechar suas portas. Desde 2012, a emissora musical vem encarando problemas e se ameaçando a fechar as portas, mas agora será definitivo, fechará as portas ainda neste mês.

Fontes de jornal dizem que o “Grupo Abril”, proprietário da emissora, não pretende mais continuar com a MTV além deste ano. O canal, mesmo com a redução dos gastos, mantém a conta no vermelho.

Sem interessados no canal no momento, a Abril estaria analisando dois novos projetos para manter a emissora no ar. Entre esses projetos tem a devolução do nome: “MTV Brasil” para sua verdadeira proprietária, a programadora norte-americana Viacom.

Uma de suas ideias, é manter o canal mas com outro nome, ligado apenas ao humor atual da emissora. Já o outro projeto, com um custo bem menor, é desistir de produções nacionais e exibir apenas documentários e videoclipes.

Nesta quarta, os boatos diziam que a emissora não passaria de 30 desse mês. Helena Bagnoli, atual diretora-geral, voltaria a ocupar o cargo executivo na Editora Abril. A empresa não se pronuncia sobre este assunto.

MTV Brasil pode ser extinta do país

A MTV, canal voltado para músicas,  deverá ser extinta do país. Tudo porque o grupo Abril há dois meses iniciou uma negociação de compra da emissora, e pretende dar um novo rumo ao canal que já tem 21 anos de vida. A negociação envolve até mesmo a devolução da marca ‘MTV Brasil’ a sua dona original, a Viacom.

Entre os que entendem de TV é notório que a emissora sofre para obter bons resultados em audiência. Mesmo fazendo cortes de gastos a situação parece não melhorar.

A MTV tem mais de 30 afiliadas no Brasil, e apesar do interesse dos religiosos, não devem ser eles que garantirão a emissora, e sim um grupo de investidores internacionais que também podem adquirir o prédio onde ela está situada, na zona oeste de São Paulo.

Com a venda garantida, o grupo Abril tem direitos sobre o canal até 2018, e poderá negociar com a Viacom, interessada em manter o título no país para que a mesma possa batizá-la em um de seus canais na TV paga.

Se realmente isso acontecer, a grade de programação da MTV pode ser extinta.

Leonardo Gabriel