SBT analisa as imagens de Sílvio Santos sendo enterrado no ”Pânico”

"Pânico" promove enterro do personagem Silvio Santos (24/6/12)

O departamento jurídico do SBT já está analisando as imagens exibidas ontem no programa ‘Pânico na Band’.Durante a atração, o personagem de Welinton Muniz, o Ceará que satirizava Sílvio Santos foi velado e enterrado.Houve até encenação por parte dos demais integrantes que compõem o elenco.Todos estavam aparentando estarem tristes, vestindo preto.

De repente um caixão invadiu o palco, onde já até haviam pessoas ‘chorando’ a perda.’Estamos enterrando uma piada, um personagem, uma brincadeira’, dizia o apresentador Emílio Surita.No final, o caixão foi enterrado fora do estúdio.

A brincadeira foi feita diante do pedido negado a Band, de o SBT suspender a decisão da justiça de que o elenco do programa não poderia chegar perto de Sílvio Santos, nem de continuar imitando-o e nem de veicular sua imagem em qualquer atração da casa.

Na encenação não foi citado o nome do animador de TV, porém, foi clara a referência, já que o humorista Welignton estava vestido com a roupa e a dentadura do personagem.Porém, o microfone não apareceu.

Leonardo Gabriel

Ceará do ”Pânico” diz:”Fiquei sem chão quando descobri que não podia mais imitar Sílvio Santos”

Uma decisão que partiu de Sílvio Santos pegou todos de surpresa na Band, principalmente o elenco do programa de humor ‘Pânico na Band’.Eis que foram tomadas por parte da justiça uma decisão que deve ser acatada a todos da emissora.Tal decisão é que está proibido a utilização da imagem do animador em composição a um personagem, e mais, todos de lá estão proibidos de chegar perto de Sílvio, em uma distância de 100 metros.Caso a decisão não seja cumprida, uma multa no valor de R$ 100 mil reais será acionada.A Band não deve recorrer.

O humorístico tomou a iniciativa de pedir desculpas ao apresentador, porém esperarão a poeira abaixar.O departamento jurídico da emissora dos Saad conversou com o jurídico do SBT, afim de não manter a decisão de não poder continuar com as imitações de Sílvio, porém, nada foi acertado, e tudo continuará como está.

O diretor da atração, Alan Rapp se pronunciou sobre o caso no Twitter, lamentado o fato.Eduardo Surita, apresentador do ‘Pânico’, também em entrevista recente ao site UOL.’Silvio Santos sempre foi um parceiro. Nós, do ‘Pânico’, lamentamos essa decisão. Ele sabe que só fazemos humor’, escreveu ele.

Ceará, que até o momento não haveria se pronunciado, também falou sobre o assunto:’Não entendi até agora o que aconteceu. Sempre fiz como uma grande homenagem e achei que ele entendesse assim”.No ano de 2007, Sílvio autorizou a utilização do personagem.’Já fomos ao SBT. Achei que tínhamos uma boa relação’.

‘Fiquei sem chão quando soube que não podia mais imitar Silvio. Não me lembro de ter tomado um susto tão grande’.Ele tem todo o direito de não querer ser imitado, é o dono do personagem’, disse o humorista.

‘Sempre fui grato por ele deixar usar a imagem’.’Fiquei sabendo da liminar no dia do casamento (dia 1º, com Mirela Santos). Foi uma cacetada. Imagina minha cara’, revelou Ceará.

Para finalizar, ele disse que o público já está sentindo saudades do Sílvio, e ele também.

Leonardo Gabriel