Sessão da Tarde 20/08/12 – Os Caçadores da Arca Perdida

Os Caçadores da Arca Perdida

Professor de arqueologia, Indiana Jones é encarregado de recuperar a Arca da Aliança, em que Moisés colocou a tábua dos dez mandamentos e que daria poderes sobrenaturais a seu possuidor. Os nazistas descobriram a cidade onde ela pode estar soterrada, e ele precisa evitar que caia nas mãos de Hitler, enfrentando ameaças mortais.

Título Original: Raiders of the Lost Ark
Elenco: Harrison Ford, Karen Allen, Paul Freeman, Ronald Lacey, John Rhys-Davies, Alfred Molina
Direção: Steven Spielberg
Nacionalidade: Americana
Gênero: Aventura

Nessa segunda – as 16h00 na Globo

Cinema em Cena #1


É, cheguei ! depois de um bom tempo fora da Blogosfera aqui estou eu, Thiago Oliveira em carne, osso e outros resíduos radiotivos. Vamos começar com chave de ouro, mais pensando melhor será que uma chave resolveria isso ? Será que um simples susto será o motivo dessa crítica ? Não meus caros, não escolhi atoa esse filme, me chamou muito atenção, a história foi brilhante, uma garotinha perfeita ou quase mais conhecida como Esther que intitula automaticamente o filme, A Órfã ! Um começo um pouco confuso, um parto bem sangrento e tudo se resume em um pesadelo de Kate (Vera Farmiga) por causa do seu aborto que afetou totalmente sua família, seu esposo Coleman (Peter Sarsgaard) e seus dois filhos, Daniel (Jimmy Bennett) e a princesinha da casa, Maxime (Aryana Engineer) que convive com seus problemas auditivos.

Ao decorrer do filme podemos observar que a família adota Esther, faz que ela se adpte a “NOVA VIDA” segundo eles mas não será ou não é bem assim. Logo após o primeiro passo da “garotinha infernal” dentro da casa de Kate todo meu corpo induziu-me á pensar em uma coisa, “será que vai dar certo ?” “Uma garotinha tão meiga, quase perfeita teria coragem de fazer tantas maldades como dizem nos comentários e na própria sinopse ?” tenho á lhe informar leitor, essa garota não é o que pensamos, ela não é um Demônio nem alguma coisa do tipo. As cenas vão passando os mistérios vão sendo disvendados e ao mesmo tempo outras dúvidas cabulosas aparecem junto ao “Holocausto” provocado por Esther, a família se aterroriza e a própria acaba meio que mandando em todos. O Elenco do filme “A Órfã” foi bem escolhido, Vera Farmiga tem uma imensa lista de participações em grandes sucessos, vai de Os Infiltrados junto á Leonardo DiCaprio á Comédia dramática Amor sem Escalas junto a George Clooney. Continuamos com Peter Sarsgaard, um pouco mais experiente na área de Ação/suspense, suas atuações serão eternamente relembradas como no filme Soldado Anônimo e K-19: The Widowmaker ao lado de Indiana Jones, ou melhor dizendo Harrison Ford !

O Ponto negativo do filme no modo geral é mesmo a duração, estou acostumado a criticar que bons filmes duram pouco mas esse posso abrir uma exceção: em vez 123 Minutos bastava-se 98 ou 100 minutos assim, algumas cenas inadequadas seriam cortadas evidentemente, tornando o filme mais acessível ao público jovem acima dos 14 anos e assim sucessivamente fazendo de A Órfã um sucesso de Bilheteria mas infelizmente Jaume Collet-Serra, o gênio diretor de “A Casa de Cera” errou e feio na violência explícita. Pra você que nunca assistiu ao filme recomendo ele sem sombras de dúvidas, você se envolve totalmente a vida dos personagens, você acaba entrando no lugar deles até, quem já assistiu pode confirmar isso que estou dizendo, assista A Órfã no período da noite, sozinho ou acompanhado de um ou dois amigos num cômodo escuro, claro, se conseguir ficar de olhos abertos.

Efeitos/Cenário: 

Elenco/Atuações: 

Figurino/Produção: 

História/Roteiro: 

Enfim chegamos a parte mais “thuthuca” do Cinema em cena, á partir de hoje irei indicar semanalmente um filme á vocês, fiéis e inseparáveis leitores. Vamos começar com tudo então ? escolhi um filme não muito recente mais eis a questão, um filme de qualidade não tem idade certo !

Vamos começar com Coração Valente, uma obra-prima do ano de 1995, conta com a dupla participação de Mel Gibson – na Direção e na atuação, ambas me impressionaram mais já vi melhores atuações do próprio. Coração Valente é um épico que se passa por volta do século XIII, o bravo escocês Wallace tem sua esposa brutalmente assassinada e á partir começa uma intensa batalha onde o próprio junto ao seu povo contra o Rei Edward I com o objetivo de libertar a escócia. Um filme “3L”, lindo, longo e legível, ou seja, impossível de corrigir por mais que alguns detalhes não são perfeitos como em produções épicas do mesmo tipo, recomendadíssimo, assista e re-assista !

A alma do filme, o tempero final do merchandising. É assim mesmo que alguns conhecem o TRAILER de um filme, uma maneira de divulgar e popularizar a produção, melhor dizendo, popularizar as mentes do público que conseguem se aventurar mais com um simples vídeo de 3 minutos do que com um filme de 2 horas.

O trailer é feito justamente para a divulgação mais nos últimos tempos vem me decepcionando muito, de vez em quando me aparece um filme “bonzinho”, procuro o trailer, assisto, me animo, baixo o filme, me desanimo. Bom mas vamos deixar esse meu senso crítico de lado e vamos ao que interessa, á partir de agora toda semana em quaisquer edições do Cinema em Cena relembraremos alguns trailers de algumas produções, começando com Watchmen – O Filme, uma adaptação dos quadrinhos da DC Comics feita por Zack Snyder, o Diretor do épico “300”.

Chegamos ao último e mais informativo momento do Cinema em Cena #1,  Alguns filmes de alto Nível como a comédia com a participação de Rodrigo Santoro “O que esperar quando está esperando” e o emocionante “Um ato de Coragem”que estavam com grandes expectativas realmente se superaram em suas estreias á alguns dias atrás. Outro filmes como o musical Katy Perry: Part of me – O Filme 3D, a animação 31 Minutos e o Romance dramático com Robert Pattinson, Bel Ami – O Sedutor, foram também destacados e elogiadas pelo público.

Mais HOJE, 10 de agosto, estreou 3 filmes com belas atuações como no Longa Nacional de Breno Silva: “A Beira do Caminho” (curiosidade: já se cogita que esse filme represente o Brasil no Oscar 2013), além de outros dois que prometem rasgar elogios, A Tentação e O Exercício do Poder. Bom, ficamos por aqui, obrigado á todos vocês leitores que acompanharam essa primeira de muitas edições do Cinema em Cena, até a próxima !

Tem alguma sugestão para a próxima edição ? entre em contato comigo !

https://www.facebook.com/ThiiOliver | http://ask.fm/ThiihOliveira

Thiago Oliveira, Crítico de Cinema.