Veja em José do Egito (17/04/2013) – Judá confessa que José foi vendido como escravo

José do Egito

Azenate diz a José que se tornará uma sacerdotisa em breve. Começa um embate entre os dois, que discutem sobre suas crenças. Após a discussão, com lágrimas nos olhos, Azenate vai embora. José fica arrasado. Jacó ainda sofre muito com a suposta morte de José. Ele diz a Judá que ficaria extremamente feliz se seu filho ainda estivesse vivo. O hebreu hesita, quase conta a verdade, mas decide recuar e desiste. Em sua tenda, Judá não consegue conter as lágrimas e chora demais. Preocupada, Elisa se aproxima do marido. Desesperado, Judá não aguenta mais tanto sofrimento e decide revelar que José ainda vive. Ele conta que o irmão foi vendido como escravo e que sugeriu a venda de José para salvá-lo. Elisa fica baqueada ao saber que os outros queriam matar o próprio irmão.

Martirizado, Judá chora verdadeiramente e sugere que deixem o acampamento. Elisa promete não contar o segredo a ninguém. Simeon provoca Ruben e leva um soco no rosto. Levi interfere na briga. José e Hapu falam sobre o jardim da casa de Potifar. O hebreu tenta dar conselhos, já que nada germina no local. Hapu o ofende quando Sati chega. Depois que José se apresenta, a esposa de Potifar decide dar ao hebreu a chance de cuidar de seu jardim. Hapu se irrita quando Potifar o obriga a atender os pedidos de José, que deseja fertilizar a terra do jardim. Potifar fica impressionado com a inteligência do hebreu, que negocia no mercado. Enquanto caça com o Faraó, Potifar sente uma dor intensa no pé.

Anúncios