Após ”Lado a Lado”, ”Guerra dos Sexos” também é reclassificada pelo MJ

O Ministério da Justiça acaba de reclassificar a novela ”Guerra dos Sexos”, de autoria de Silvio de Abreu. A trama era exibida até então como ”livre para todos os públicos”, e á partir de hoje (06/12), a emissora terá que colocar na tela o selo para ”proibido para menores de 1o anos”. O órgão afirma que ”A obra apresentou, ao longo do período de monitoramento, conteúdos relacionados à insinuação sexual e linguagem de conteúdo sexual, apelo sexual, ato violento e consumo de drogas lícitas – tendências de indicação que, mesmo atenuadas por contexto cômico, não são compatíveis com a classificação autoatribuída pela emissora”.

No último dia 23, ”Lado a Lado” também acabou sendo reclassificada, tornando proibida para menores de 10 anos. Assim como o folhetim das sete, a decisão não faz com que elas tenham que sofrer alterações em suas faixas de exibição.

Esta não é a primeira nem a segunda vez que a emissora vem sofrendo com as censuras do MJ. Somente neste ano, ”Mulheres de Areia” também teve sua classificação indicativa alterada, e ”Páginas da Vida” não foi colocada novamente ao ar pois acabou sendo vetada.

Leonardo Gabriel

Ministério da Justiça reclassifica ”Lado a Lado”

Em uma nota publicada no ”Diário Oficial da União” o Ministério da Justiça revela que reclassificou a novela das seis ”Lado a Lado”, da Globo, que até então vinha sendo veiculada como ”livre para todos os públicos”.

A decisão por parte do órgão é por conta das cenas que retratam o consumo de bebidas alcoólicas e de violência. A emissora não via problemas quanto a isso. Agora, ela passa a ser ”imprópria para menores de dez anos”.Da mesma forma, com a alteração, não será necessária uma mudança de horário de exibição.

Vale lembrar que neste ano, o canal já  sofreu com outras imposições do ”MJ”, como: ao tentar reprisar a novela ”Páginas da Vida” na sessão ”Vale a Pena Ver De Novo” foi vetada pelo órgão, que também reclassificou ”Mulheres de Areia” como ”imprópria para menores de doze anos’, logo após seu término. Sendo assim, caso um dia ela volte ao ar, não poderá ser exibida no período da tarde, apenas na faixa noturna.

Leonardo Gabriel