Profissão Repórter (09/07/2013) – Programa mostra a rotina de homens que investem na busca da beleza

Profissão Repórter (09/07/2013)

No Profissão Repórter desta terça-feira, 09 de julho, Caco Barcellos e sua equipe de repórteres vão mostrar o outro lado da vaidade, homens que dedicam seu tempo a estética.

Profissão Repórter mostra a rotina de homens que investem cada vez mais em busca da beleza

A equipe de reportagem mostra a rotina de homens que investem na busca da beleza. Barcellos vai passar um tempo mostrando o dia dia do jogador de futebol Robinho que é só um exemplo desse novo hábito diário masculino. Não perca!

Divulgação Globo

Profissão Repórter (02/07/2013) – Programa mostra o drama de famílias e dependentes tentam superar o vício

Profissão Repórter (02/07/2013)

O ‘Profissão Repórter’ que vai ao ar nesta terça-feira, dia 02 de julho, exibe uma investigação onde mostra a luta das famílias para livrar seus filhos dependentes das drogas. Caco Barcellos e sua equipe de grandes repórteres encontram revelações importantes sobre o atual panorama dos dependentes químicos no país. 

Famílias e dependentes tentam superar o vício do álcool e das drogas

Um problema que afeta milhares de pessoas pelo país, um mal que não afeta apenas os viciados, como também as pessoas próximas á eles que lutam nesse drama para fazê-lo se regenerar do vício. Você vai conhecer a história de um filho que teve que internar sua própria mãe, dependente química, em uma clínica no interior de São Paulo. Não perca!

Divulgação Globo

Profissão Repórter (28/05/2013) – Programa mostra a falta de leitos em hospitais públicos

Profissão Repórter (28/05/2013)

 

O ‘Profissão Repórter’ desta terça-feira, dia 28, conta a situação precária dos pacientes que sofrem com a falta de leitos de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), na rede pública de saúde. Caco Barcellos acompanha o trabalho de Defensoria Publica do Distrito Federal, e apresenta casos em que os pacientes, mesmo depois de recorrerem à justiça para conseguir vagas em UTIs, têm dificuldades para conseguir o atendimento.

Programa mostra a falta de leitos em hospitais públicos

A repórter Eliane Scardovelli entra em contato com promotores de 17 estados e todos relataram a falta de vagas nas UTIs dos hospitais públicos. Em Maceió, a situação é considerada mais preocupante. A equipe de reportagem segue até a Maternidade Escola Santa Mônica, a única preparada para receber pacientes de alta complexidade no município, e encontra mulheres amamentando no chão. A UTI está sempre lotada e não sobra espaço para a recuperação das mães que acabam de dar a luz. No estado de Alagoas, seriam necessário 105 vagas de UTI, mas atualmente existem apenas 55 leitos. Em Cuiabá, a UTI pediátrica, do Hospital de Cuiabá, foi fechada. As crianças em estado gravíssimo são tratadas em uma enfermaria.

No sul do país a situação não é diferente. Em Curitiba, existem 296 leitos de UTI à disposição do Sistema Único de Saúde (SUS), sendo que a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda o dobro. O repórter Victor Ferreira segue para o Hospital Evangélico de Curitiba, onde 47 funcionários da UTI foram afastados em fevereiro sob a acusação de antecipar a morte de pacientes para liberar leitos. O programa mostra como está a UTI do hospital hoje e entrevista o médico que coordena a equipe.

Divulgação Globo