Um porto seguro(Safe Haven)- Nicholas Sparks

Todos sabem perfeitamente que o premiado e famoso escritor americano Nicholas Sparks escreve best-sellers incríveis que se espalham pelo mundo inteiro, numa velocidade mais incrível ainda, com uma coleção de livros escritos e bem ovacionados pelos fãs, público e até pelos críticos, Sparks lançou Safe Haven que no bom português significa ” Um porto seguro “.

Mas o destaque não é o belíssimo romance de Sparks que vendeu milhões de exemplares, e sim o filme que a produtora Imagem Filmes fez do livro, que foi lançado em 19 de abril desse ano com direção de Lasse Hallstrom e Julianne Hough, Josh Duhamel, Cobie Smulders e grande elenco e que inclusive, também foi lançado no formato DVD em maio de 2013.

O filme baseado em seu romance, trata de temas dramáticos que dão um certo peso à história, certas vezes clichê demais, mas envolvente e apaixonante, como todos os outros. Safe Haven fala de katie( Julianne Hough) que é uma jovem misteriosa e com um triste passado, ela chega para morar em Southport, cidade da Carolina do norte, mas ao invés de ser bem recebida, sua chegada levanta questionamentos para os novos vizinhos, mas isso não abala-a de forma alguma, por que Katie quer justamente esse distanciamento com todos e evita de todas as formas, se relacionar profundamente com quer que seja, mesmo assim, ela não impede que Alex(Josh Duhamel) e Jo(Cobie Smulders) entrem em sua vida, por isso ela começa ao poucos a baixar a guarda e se envolver cada vez mais com sua mais recente amiga e principalmente com Alex que é um homem bondoso, viúvo e pai de dois filhos.

No entanto, sua felicidade começa aos poucos a desmoronar quando o seu tenebroso passado começa a assombrá-la novamente e ela se vê num terrível dilema: qual caminho realmente escolher? esquecer tudo  o que viveu e sair da pequena cidade ou enfrentar o que vier e fincar raízes ao lado de Alex que ela vê como seu grande amor?

SAfe-Haven

 

O filme contou com um orçamento estimado em 28 milhões de dólares e apenas no Brasil, ele rendeu mais de 100 mil ingressos para as bilheterias, ele tem 1h e 55 minutos de duração e Nicholas Sparks participou ativamente deste filme, não apenas escrevendo  o roteiro, como também trabalhando como produtor executivo.

Entre as maiores críticas da imprensa, destacam-se a do  jornal O Globo que disse que de tão sobrenatural, o filme estava entrando no superficialismo, e até críticas mais pesadas como as dos jornais Chicago Sun-Times e do famoso The New York Times que disseram que o filme estava péssimo, com trama melosa, diretores loucos, tópicos absurdos, personagens vazios que vivem fantasias.

De qualquer forma, com opiniões boas ou ruins, o filme fez e faz um estrondoso sucesso.

 

Mayara oliveira.