“Vidas em Jogo” vence prêmio de melhor novela de 2012 no festival “Banff World Media”

O diretor Alexandre Avancini e a autora Cris Fridman posam com o prêmio (10/12/12)

A última segunda-feira (10) foi dia de comemoração para Record e principalmente para a equipe de produção da novela Vidas em Jogo. Acontece que no festival canadense “Banff World Media” deste ano, o folhetim de Cris Fridman arrematou a categoria melhor novela, desbancando superproduções internacionais como  “The Wild” (África do Sul), “”La Viúda Joven” (Venezuela), “The Princess Man” (Coreia do Sul), “La Casa de al Lado” (Estados Unidos) e  “30 vies” (Canadá).

Muito feliz, a autora agradeceu a todos e ressaltou a importância de toda a equipe durante a realização do folhetim: “É uma honra receber esse prêmio, algo muito importante para a teledramaturgia brasileira. O prêmio se deve ao trabalho de todos: autor, diretor, produção, equipe técnica, maquiadores, cabeleireiros etc. Não adianta ter um texto sem a equipe para executar”.

O diretor, Alexandre Avancini, foi mais além e valorizou a emissora que está sofrendo uma crise no setor da dramaturgia desde que a vencedora acabou: “Foi um trabalho de ponta, com um tremendo elenco, autores, produção e toda a equipe envolvida. A valorização internacional mostra que a Record tem capacidade e tecnologia disponível para a produção de ótimos produtos”.

João Paulo Alves

“Vidas em Jogo” ganha prêmio de melhor novela no Canadá

Foto: Antonio Chahestian/ Record

Depois de criticas e mais criticas no Brasil, a direção da novela “Vidas em Jogo” pode comemorar um grande prêmio conquistado pela novela no exterior.

A trama assinada por Cristianne Fridman, ficou em primeiro lugar no prêmio “Banff World Media Festival” de melhor novela, premiação realizada no Canadá. “Vidas em Jogo” concorreu com produções da África do Sul, Coréia do Sul, Canadá, Estados Unidos e Venezuela.

Daniel Durães