SBT fecha novo acordo com a Warner

SBT fecha novo acordo com a Warner

Depois de meses de conversas, o SBT finalmente chegou a um acordo com a Warner. A parceria que durou mais de uma década, se manterá por mais um tempo, só que em outras diretrizes. As informações são do jornalista Daniel Castro.

No novo acordo assinado no final de dezembro, ficou decidido que a emissora de Silvio Santos vai mesmo abrir mão da exclusividade. Nesta nova parceria, o SBT troca o modelo “output deal”, usado durante anos, pelo “volume deal”, proposto pela direção do canal. A novidade é que agora eles poderem comprar determinados pacotes oferecidos pela produtora pelo preço deles, essa parceria trás uma economia de cerca de 30 milhões aos cofres do canal.

A Warner permitiu que o SBT mantenha a prioridade na compra dos principais produtos que já estão em exibição. Neste caso, fala-se em novas temporadas das séries que já estão em exibição, como Mike & Molly, Big Bang, The Mentalist, Mayor Crimes, entre outras.

Fora isso, a emissora de Silvio Santos ainda deverá ser a primeira procurada quando a produtora vier oferecer novos produtos ao mercado. Caso não haja interesse, ela estará aberta para oferecer á outras emissoras de televisão aberta. Acordo igual ao da Globo com a Fox.

O SBT agora, deverá comprar apenas o necessário, e seu interesse, é claro em manter os principais produtos. Falando em filmes, o desejo é principalmente na compra de blockbusters que podem render bons números de audiência.

Como tudo esta sendo feito com cautela, o telespectador não deverá sentir mudanças bruscas. A emissora no entanto, já se prepara na possível redução na compra de novos seriados americanos, e é exatamente por este caminho que surge a contratação de Danilo Gentili e Otávio Mesquita mas madrugadas. Como consequência, as séries devem perder espaço.

Mesmo com fim do contrato, SBT terá direitos sobre produtos da Warner até 2015

SBT terá direitos sobre produtos da Warner até 2015

Para os que pensam que o SBT vai perder rapidamente os direitos de exibição sobre os filmes e séries produzidos pela Warner, vocês estão enganados. Segundo o jornalista Flávio Ricco, que assina a coluna Canal 1, a força contratual fará com que a emissora de Silvio Santos tenha garantidos tais direitos até dezembro de 2015.

Para quem não lembra, o contrato entre SBT e Warner está para acabar já que a emissora não quis renovar o contrato em termos de pacote fechado, onde tudo que a Warner produzisse seria exclusividade da emissora da Anhanguera. Passará a adquirir um pacote fixo negociado.

Mesmo com a baixa audiência de filmes, concorrentes, como Globo e Record, estão atentos para o desenrolar desta novela. A Warner tem grandes sucessos que se adquiridos podem ajudar tais emissoras a garantirem uns pontinhos a mais. É esperar para ver.

É importante frisar que o canal de Silvio Santos ainda pretende ter produtos da distribuidora, porém sem a exclusividade o caminho pode ser mais competitivo, porém mais barato.

Leandro Conceio

Veja a audiência das Séries na TV Paga

A série “Marvel’s Agents of S.H.I.E.L.D.”, que é derivada do filme “Os Vingadores”,  registrou a quinta maior audiência da TV Paga no Brasil entre todas as estreias de séries (inéditas e novas temporadas) exibidas entre meados de setembro e outubro.

O seriado exibido pelo canal Sony, foi visto no dia 26 de setembro por 96.140 telespectadores nos nove mercados em que há medição de audiência de TV paga.

Portanto, o ranking publicado no último dia 22, está incompleto. Por um erro do próprio canal Sony, “Agents of S.H.I.E.L.D.” não foi incluída no levantamento de audiência das estreias de novas séries e novas temporadas no equivalente do Brasil à fall season norte-americana.

A seguir, o ranking atualizado, incluindo “Agents of S.H.I.E.L.D.”:

1. The Walking Dead (Fox): 207.575

2. Se Eu Fosse Você (Fox): 181.355

3. The Big Bang Theory (Warner): 128.915

4. Mom (Warner): 111.435

5. Marvel’s Agents of S.H.I.E.L.D. (Sony): 96.140

6. American Horror Story: Coven (Fox): 91.770

7. Revenge (Sony): 74.290

8. Agora Sim (Sony): 52.440

9. Sessão de Terapia (GNT): 48.070

10. Super Fun Night (Warner): 41.515

11. Hostages (Warner): 32.775

12. The Good Wife (Universal): 30.590

13. CSI (Sony): 28.405

14. Masters of Sex (HBO): 24.035

15. Copa Hotel (GNT): 19.665

16. Breaking Bad (AXN): 17.480

17. Boardwalk Empire (HBO): 6.555

17. The Client List (Sony): 6.555

SBT quer manter séries da Warner na programação

SBT quer manter séries da Warner na programação

Em meio aos bastidores da negociação de um novo contrato entre SBT e Warner, a emissora de Silvio Santos demonstra interesse em manter as principais séries da produtora na programação.

Segundo o jornal Folha de S. Paulo, fora o acordo dos filmes a emissora quer manter firmes as relações de compra e exibição das principais séries da produtora americana, O interesse e ainda maior principalmente por conta em manter “Teleseriados” no ar, faixa destinada á séries nas madrugadas que vem rendendo grandes índices de audiência.

Por outro lado, a emissora de Silvio Santos já adquiriu novas produções: Game of Thrones, Arrow, Nikita e Pretty Little Liars. Além de novas temporadas das séries que estão em exibição.

SBT poderá exibir filmes da Warner até o final de 2014

SBT tenta novo acordo com a Warner

Próximo do final do acordo com a Warner, o SBT em tempo não esta muito preocupado com a perda dessa parceria ainda. Apesar do final do contrato a emissora terá direitos a muitos produtos da distribuidora até o final de 2014. As informações são do colunista Flávio Ricco.

Para que isso dê resultado, a emissora irá juntar filmes que restaram do pacote desse ano com outros filmes que estavam á espera da aprovação da produtora para a exibição na tv aberta. Além disso, eles ainda tem direito á exibir cada filme adquirido por cinco vezes.

Todos esses fatores fazem a direção da emissora acreditar que dê para segurar o próximo ano sem muitos problemas enquanto eles acertam um novo acordo ou buscam novas parcerias.

É importante frisar que a emissora novas parcerias, porém ainda estará aberta á Warner por uma nova forma de contrato, volume deal, proposta que ainda não recebeu resposta.

Nenhuma emissora se interessa em contrato de exclusividade com a Warner

SBT quer mudar modelo de parceria com a Warner

Como se sabe, o SBT não pretende renovar com a Warner no atual modelo usado á mais de 15 anos. A emissora de Silvio Santos não deseja mais gastar milhões num contrato de exclusividade, pretendem comprar apenas aquilo que for usado num novo padrão denominado “volume deal”.

A situação é ainda mais surpreendente pois, segundo o jornalista Flávio Ricco, nenhuma emissora quer acertar contrato de exclusividade com a distribuidora. Warner cobraria cerca de 30 milhões ao ano por todo o pacote de produtos, porém que nunca poderá ser exibido ao todo, modelo que passou a ser considerado pelos grandes executivos como “dinheiro jogado no lixo”.

Diante desse episódio, a empresa precisará se readequar ou poderá perder um grande espaço no mercado aberto brasileiro. Correndo por fora a emissora de Silvio Santos acerta novas parcerias com produtoras independentes e também com a Columbia Pictures (do grupo Sony). Também haveria um começo de conversas com a Paramount e Fox.

O contrato com a Warner acaba oficialmente no final do ano, porém a empresa não deu resposta se aceitou ou não o novo modelo de parceria proposto. É esperar para ver…

Sessão de filmes na televisão aberta deverá ser extinta

Sessão de filmes na televisão aberta deverá ser extinta

Novo mercado!  

As sessões de cinema exibidas hoje pela televisão aberta devem acabar ou serem consideravelmente reduzidas com o passar dos anos. As informações são do colunista Flávio Ricco.

Os fatores para essa conclusão são o alto custo do contrato com as produtoras de filmes e em troca os índices de audiência dessas atrações que caíram gradativamente ao longo dos anos, isso graças ao aumento dos filmes em demanda e da televisão fechada.

Nos próximos anos deverá se tornar frequente acordos com as produtoras onde se compra o que é necessário apenas. Para executivos das emissoras o oposto disso é considerado desperdício financeiro, uma vez que um pacote completo jamais poderia ser veiculado na programação.

É justamente nesse novo mercado que o SBT esta tentando acertar um novo modelo de parceria com a produtora Warner, informações que caíram como bomba na época mas que acontecerá naturalmente com todas os canais e suas produtoras.

SBT quer firmar um novo modelo de parceria com a Warner

SBT quer firmar um novo modelo de parceria com a Warner

Somente o necessário 

Em vésperas de final de contrato com a Warner, o SBT esta interessado acertar um novo modelo de contrato com a produtora americana e assim  mudar a parceria que é realizada há 15 anos.

Segundo informações do jornalista Daniel Castro, a emissora de Silvio Santos não esta mais interessada no atual modelo, chamado de “output deal”. Nele, a emissora compra toda linha de produtos (Filmes, desenhos, séries) e paga um preço fixo estimado em R$ 30 milhões por ano.

O problema desse modelo é que apesar de ceder todos os produtos da empresa, a emissora jamais poderá exibir todos eles durante o contrato vigente (fala-se de milhares de produtos). Portanto isso seria inviável financeiramente para o canal. Leia-se desperdício de dinheiro.

Porém a emissora quer manter a parceria de sucesso em um novo modelo. Neste, o canal apenas um pacote do que deverá usar por um valor que seria reavaliado. Em troca, a Warner poderá oferecer á outras emissoras produtos que o SBT não aceitou. Esse modelo  -chamado de “volume deal” – apresentado para a produtora é o mesmo feito entre a Globo e a Fox.

A emissora negocia um novo valor de contrato que seja rentável aos cofres do canal. O resultado dessas negociações entre ambos acontecerá nessa semana durante a feira internacional de televisão  (Mipcom) em Cannes, na França.