“Procuro papéis diferentes”, diz Leona Cavalli

Um dos principais destaques de “Gabriela” (Globo), Leona Cavalli disse estar grata a Walcyr Carrasco por ter lhe dado a possibilidade de interpretar Zarolha, papel que quase foi parar nas mãos de Flávia Alessandra e Cláudia Raia. “Ela é uma mulher cheia de nuances, idealista, romântica e que sonha em ser feliz ao lado de seu grande amor”, afirma Leona, cujo último trabalho em novela foi em “A Vida da Gente” (2011), também da Globo. “Eu adoro desafios e procuro interpretar personagens diferentes uns dos outros”. Sobre as cenas de sexo e nudez ao lado de Nacib (Humberto Martins), em “Gabriela“, Leona diz que ficou bem à vontade. “OHumberto é um grande colega, e a direção de Mauro Mendonça Filho foi bem delicada.” Não foi a primeira vez que ela fez cenas provocantes em um trabalho. No filme “Amarelo Manga” (2003), de Claudio Assis, a atriz aparece nua. Além disso, Leona integrou o elenco do teatroOficina, famoso por mostrar os atores pelados, participando das montagens “Ham-let” e “Cacilda!“. Ela será a capa da “Playboy” em agosto ou em setembro.